Musuhi

(Redirecionado de Musubi)

Musuhi (em japonês, むすひ), é uma ideia do xintoísmo. É um poder espiritual que cria, desenvolve e completa o céu, a terra e todos os seres vivos.

Etimologia editar

"Musu (むす)" significa algo que surge naturalmente, originalmente é um verbo que significa vir a ser (生す), bem como dar a luz (産す). Tem também o sentido de "vapor" (蒸す) e é associada a "respiração" (息). "Hi (ひ)", significa um poder espiritual/misterioso, abrangendo diversas palavras como sol (日) e fogo (火). Uma definição é "força vital motivando o que quer que venha a ser".[1]

O termo eventualmente acabou se transformando em ''musubi'' (結び, "amarrar junto") e ambos se encontram intercambiáveis.[2][nota 1]

Função editar

No xintoísmo, tudo é criado e desenvolvido pelo poder de "Musuhi". A cosmogonia japonesa enfatiza o processo de emergir, crescer e proliferar, e considera o ser como algo que aparece, pelos fenômenos de "ser gerado", "tornar-se" e "maturar-se". No Kojiki, musuhi é parte das divindades "Taka-mi-musuhi-no-kami" (Alta Divindade do Musuhi) e "Kami-musuhi-no-kami" (Divindade Divina do Musuhi), que junto de "Ame-no-mi-naka-nushi-no-kami" (A Divindade que é Senhor do Centro Sagrado do Céu) formam a tríade primordial no espaço cósmico "Taka-ma-no-hara" (Planície do Alto Céu). Os kami são considerados imanentes no dinamismo de todos os seres do mundo, e portanto são manifestações de musuhi.[1]

Notas

  1. Ver evolução do termo no Wiktionary em inglês: 結びの神 (Musubi)

Referências

  1. a b Tomoko, Iwasawa (2019). «Philosophical Implications of Shintō». In: Davis, Bret W. The Oxford Handbook of Japanese Philosophy (em inglês). [S.l.]: Oxford University Press. pp. 100–101. ISBN 978-0-19-994572-6 
  2. Inoue, Nobutaka; Jun, Endo; Mizue, Mori; Satoshi, Ito (2 de setembro de 2003). Shinto: A Short History (em inglês). [S.l.]: Routledge. ISBN 978-1-134-38462-4