Abrir menu principal

Myriam Campello (Rio de Janeiro) é uma romancista, contista e tradutora brasileira.[1][2][3]

Seu primeiro livro, Cerimônia da Noite, recebeu o Prêmio Fernando Chinaglia para romances inéditos. Como Esquecer foi adaptado para o cinema no filme homônimo dirigido por Malu de Martino.[4] Traduziu para o português obras de John Steinbeck, Stephen King, Georges Simenon, Alexandre Dumas e Virginia Woolf, entre outros.[5]

ObrasEditar

  • 1973 - Cerimônia da Noite (romance) - Prêmio Fernando Chinaglia
  • 1981 - Sortilegiu (romance)
  • 1993 - São Sebastião Blues (romance)
  • 1998 - Sons e outros Frutos (contos) - Bolsa para a Conclusão de Obra da Biblioteca Nacional
  • 2003 - Como Esquecer – Anotações quase Inglesas (romance)
  • 2010 - Jogo de Damas (romance)
  • 2014 - Adeus a Alexandria (romance)
  • 2017 - Palavras são para comer (contos

Referências

  1. FÉLIX, Regina R. Sexo-política na literatura brasileira por mulheres. Rev. Estud. Fem. vol.17 no.2 Florianópolis May/Aug. 2009
  2. DIAS, Roberto Muniz. Editoras LGBTTT brasileiras contemporâneas como registro de uma literatura homoafetiva. Dissertação apresentada ao Programa de Pós-graduação do Departamento de Teorias Literárias e Literatura da Universidade de Brasília (UnB) como parte das atividades para obtenção do título de Mestre sob orientação da Professora Drª. Cintia Schwantes. Brasília, 2013. Página 76
  3. FERREIRA-PINTO, Cristina. O desejo lesbiano no conto de escritoras brasileiras contemporaneas. Revista Iberoamericana. Vol. LXV, Nu~m. 187, Abril-Junio 1999; 405-421
  4. Myriam Campello. Das Letras
  5. FARIA, Johnwill Costa. Of Mice and Men, de John Steinbeck: a oralidade na literatura como problema de tradução. Dissertação de mestrado apresentada como requisito parcial à obtenção do grau de Mestre em Estudos de Tradução pelo Programa de Pós-Graduação em Lingüística Aplicada da Universidade de Brasília. Brasília, 2009. Página 116

Ligações externasEditar