Abrir menu principal

Nada É Tão Novo, Nada É Tão Velho

Nada é tão novo, nada é tão velho
Álbum de estúdio de Oficina G3
Lançamento 1993
Gênero(s) Hard rock, heavy metal, rock cristão
Duração 44:12
Gravadora(s) Gospel Records
Cronologia de Oficina G3
Ao vivo
(1990)
Indiferença
(1996)

Nada é tão novo, nada é tão velho é o primeiro álbum de estúdio da banda de rock cristão Oficina G3, lançado em LP em 1993 e em CD em 1994 pela gravadora Gospel Records.[1] O estilo do álbum é, em grande parte, hard rock, e a sonoridade do álbum pode ser comparada a de grupos como Deep Purple e Petra.

É o último trabalho com a participação do baixista Wagner Garcia (vulgo Maradona), que deixou a banda pouco tempo depois.[2] Ao mesmo tempo, é o primeiro álbum com a participação do baixista Duca Tambasco, responsável pelas 4 últimas faixas da versão em CD (regravações do primeiro disco, Ao Vivo).

Em 2018, foi considerado o 70º melhor álbum da década de 1990, de acordo com lista publicada pelo Super Gospel.[3]

Uma das primeiras canções lançadas pela banda.

Problemas para escutar este arquivo? Veja a ajuda.

Lançamento e recepçãoEditar

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
O Propagador      [4]
Super Gospel      [5]

Nada É Tão Novo, Nada É Tão Velho foi originalmente lançado pela gravadora Gospel Records em 1993 com oito faixas. Quando o trabalho foi relançado em CD em 1994, foram gravadas quatro novas faixas para acrescentar ao material original. Retrospectivamente, o projeto recebeu comentários favoráveis da crítica especializada. O guia discográfico do O Propagador entregou a cotação de 4 estrelas de 5 com a avaliação de que "o hard rock simples mas característico faz o álbum, em sua maior parte, valer a pena".[4] Com 3,5 estrelas de 5, o Super Gospel afirmou que, apesar da saída de Túlio Regis, a lírica do ex-vocalista ainda se faz presente e, musicalmente, ser um trabalho influenciado pela banda norte-americana Stryper.[5]

FaixasEditar

CD (1994)Editar

  1. "Mais que Vencedores (Juninho Afram) - 04:03
  2. "Pastor"(Túlio Régis, Juninho Afram, James Conway, Wagner Garcia e Walter Lopes) - 04:32
  3. "Resposta de Deus"(Juninho Afram e Wagner Garcia) - 04:16
  4. "Valéria"(Túlio Régis, Luciano Manga, Juninho Afram e Wagner Garcia) - 3:23
  5. "Razão"(Túlio Régis e Juninho Afram) - 04:09
  6. "Deus Eterno"(Juninho Afram) - 03:15
  7. "Consciência de Liberdade"(Rubens Marinho Costa Carvalho / Juninho Afram) - 05:18
  8. "Perfeita União"(Juninho Afram) - 04:36
  9. "Naves Imperiais"(Tulio Régis) - 04:45
  10. "Cante" - 02:13(Mike)
  11. "Viver por Fé"(Túlio Régis) - 03:35
  12. "Parar e Pensar"(Túlio Régis e Luciano Manga) - 02:50

LP/K7 (1993)Editar

  1. "Mais que Vencedores" - 04:05
  2. "Pastor" - 04:32
  3. "Resposta de Deus" - 04:16
  4. "Valéria" - 3:23
  5. "Razão" - 04:09
  6. "Deus Eterno" - 03:15
  7. "Consciência de Liberdade" - 05:18
  8. "Perfeita União" - 04:36

Ficha técnicaEditar

Banda
Músicos convidados
  • Duca Tambasco - baixo em "Naves Imperiais", "Cante", "Viver por Fé" e "Parar e Pensar".
  • Marcos Pereira - guitarra
  • Marcio "Woody" de Carvalho - teclados

Referências

  1. «Discografia Oficina G3». Super Gospel. Consultado em 25 de maio de 2012 
  2. «Nada é Tão Novo, Nada é Tão Velho – Oficina G3». Gospel Prime. Consultado em 11 de dezembro de 2012 
  3. «100 melhores álbuns dos anos 1990». Super Gospel. Consultado em 19 de janeiro de 2019. Cópia arquivada em 27 de agosto de 2019 
  4. a b «Oficina G3 - discografia e obra». O Propagador. Consultado em 25 de janeiro de 2015. Arquivado do original em 8 de fevereiro de 2015 
  5. a b «Oficina G3 - Discografia comentada». Super Gospel. Consultado em 27 de agosto de 2019 
  Este artigo sobre um álbum de Oficina G3 é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.