Abrir menu principal
Como ler uma infocaixa de taxonomiaNakalipithecus
Ocorrência: Mioceno 9.9–9.8 Ma
Накаліпітек.jpg
Estado de conservação
Extinta
Extinta (IUCN 3.1)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Primates
Família: Hominidae
Subfamília: Homininae
Tribo: Dryopithecini
Género: Nakalipithecus
Kunimatsu et al 2007.
Espécie: N. nakayamai
Nome binomial
Nakalipithecus nakayamai
Kunimatsu et al 2007

Nakalipithecus nakayamai é uma espécie extinta de primata quadrúpede que viveu na pré-história na qual atualmente é a região da Quênia, no período Alto Mioceno, em torno de 10 milhões de anos atrás.[1][2] É a espécie pertencente ao novo gênero Nakalipithecus. O primata foi descoberto através de um fóssil de uma mandíbula junto com onze dentes isolados, escavados em 2007 por uma equipe de pesquisadores japoneses e quenianos em depósitos de fluxo de lama na Província do Vale do Rift, no norte da Quênia.[1][2] O nome científico que foi dado ao gênero significa "primata de Nakali". Os restos fósseis de várias outras espécies de primatas também estavam presentes no local de escavação.[3]

Os dentes fósseis estavam cobertos com esmalte grosso, sugerindo que a dieta deste hominoide incluía uma quantidade considerável de alimentos rígidos, possivelmente nozes ou sementes. De acordo com pesquisadores da Universidade de Quioto, a espécie Nakalipithecus é bastante próxima ao ancestral comum mais recente dos gorilas, chimpanzés, e humanos. Pode portanto ser considerado um membro basal dos Homininae, antes de se dividirem nas três linhagens vivas atualmente. Nakalipithecus também se assemelha ao gênero Ouranopithecus, um outro Hominidae pré-histórico encontrado na qual atualmente é situada a Grécia.[1]

As importâncias evolucionárias do Nakalipithecus são de que, primeiro, junto com Ouranopithecus fornece a evidência de que as linhagens do Homininae de hoje divergiram não antes de cerca de 8 milhões de anos atrás. Segundo, apoia a teoria de que os parentes mais próximos dos humanos evoluíram na África.

O nome do gênero se refere à Nakali, a região no qual o fóssil foi encontrado, denominado posteriormente pelo geólogo japonês Katsuhiro Nakayama, que morreu enquanto trabalhava neste projeto.[4]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c Kunimatsu, Y.; et al. (2007). «A new Late Miocene great ape from Kenya and its implications for the origins of African great apes and humans». Proceedings of the National Academy of Sciences. 104 (49): 19220–19225. PMC 2148271 . PMID 18024593. doi:10.1073/pnas.0706190104 
  2. a b Experts find jawbone of pre-human great ape in Kenya Arquivado em 7 de fevereiro de 2008, no Wayback Machine. By Katie Nguyen, Reuters.com, 13 November 2007, retrieved 15 November 2007
  3. "Scientists have discovered another human ancestor" Arquivado em 12 de janeiro de 2017, no Wayback Machine., The Voice, Volume 15, Issue 43, November 16, 2007. Mandy Gardner
  4. Daily Nation: "Major fossil discovery"[ligação inativa]. Version of 2007-NOV-14. Retrieved 2007-NOV-14

Ligações externasEditar