Nautilus (gênero)

género de moluscos

Nautilus é um gênero de moluscos cefalópodes nectônicos marinhos do Indo-Pacífico[3], classificado por Carolus Linnaeus, em 1758[2], no seu Systema Naturae, ao descrever sua espécie nais conhecida: Nautilus pompilius.[4] São pertencentes à família Nautilidae e ordem Nautilida[2], caracterizada por ter uma grande concha externa calcária[3] de espiral convoluta[5] (de tipo brevicone)[6], dividida em câmaras[3] (fragmocone)[7] que são perfuradas por um sifão e utilizadas como dispositivo de proteção e flutuação. Sua flutuabilidade é controlada pelo bombeamento de líquido ou gás para dentro e para fora destas câmaras, por osmose[3]; dotando-lhes de movimentos verticais[8], enquanto seus movimentos horizontais são propiciados por jatos de água, expelidos por tubos afunilados, visíveis entre os dois tentáculos mais baixos, impulsionando-lhes para frente ou para trás.[9][10] Suas poucas espécies atualmente descritas[2] são consideradas fósseis vivos[9], geralmente habitando profundidades entre 50[5] a 300 metros[3], vivendo na plataforma externa das barreiras dos recifes de coral[11] e possuindo hábitos predadores de alimentação.[9]

Como ler uma infocaixa de taxonomiaNautilus
Ilustração esquemática do molusco Nautilus pompilius, com o animal, mostrando o sifão e suas câmaras internas de flutuabilidade; retirada de The anatomy of Nautilus pompilius (Series: Memoirs of the National Academy of Sciences vol. 8, 5th memoir., Washington , Govt. print. off., 1900).
Ilustração esquemática do molusco Nautilus pompilius, com o animal, mostrando o sifão e suas câmaras internas de flutuabilidade; retirada de The anatomy of Nautilus pompilius (Series: Memoirs of the National Academy of Sciences vol. 8, 5th memoir., Washington , Govt. print. off., 1900).
Fotografia de uma concha de molusco cefalópode da espécie Nautilus pompilius.
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Mollusca
Classe: Cephalopoda
Subclasse: Nautiloidea
Ordem: Nautilida
Agassiz, 1847[1]
Família: Nautilidae
Blainville, 1825[2]
Género: Nautilus
Linnaeus, 1758[2]
Espécies
Ver texto

Distribuição geográficaEditar

O gênero Nautilus vive desde as ilhas Andamão, no oceano Índico[12], até a região do oceano Pacífico ocidental; nas costas das Filipinas, Palau[13], Nova Caledónia, ilhas Lealdade[14], Vanuatu[11], até Fiji.[12]

Espécies, distribuição geográfica e denominação inglesaEditar

AllonautilusEditar

Durante os séculos XVIII ao XX mais duas espécies estiveram classificados no gênero Nautilus[13], porém um espécime coletado com seu corpo junto, em 1984, propiciou um estudo científico por Peter D. Ward e W. Bruce Saunders, em 1997: "Allonautilus: A New Genus of Living Nautiloid Cephalopod and Its Bearing on Phylogeny of the Nautilida" (Journal of Paleontology Vol. 71, No. 6, pp. 1054-1064), demonstrando a existência de diferenças anatômicas significativas entre Nautilus scrobiculatus e outras espécies de Nautilus, incluindo diferenças na morfologia branquial e detalhes do sistema reprodutor masculino, além de possuírem conchas mais umbilicadas. Junto com Allonautilus scrobiculatus (Lightfoot, 1786), este gênero inclui Allonautilus perforatus (Conrad, 1847).[19][20]

Referências

  1. «Nautilida» (em inglês). World Register of Marine Species. 1 páginas. Consultado em 22 de outubro de 2018 
  2. a b c d e f g h i «Nautilus Linnaeus, 1758» (em inglês). World Register of Marine Species. 1 páginas. Consultado em 22 de outubro de 2018 
  3. a b c d e Young, Richard E. «Nautiloidea / Nautilidae Blainville, 1825 - Pearly nautiluses» (em inglês). Tree of Life Web Project. 1 páginas. Consultado em 22 de outubro de 2018 
  4. «Nautilus pompilius Linnaeus, 1758» (em inglês). World Register of Marine Species. 1 páginas. Consultado em 22 de outubro de 2018 
  5. a b SABELLI, Bruno; FEINBERG, Harold S. (1980). Simon & Schuster's Guide to Shells. An Easy-to-Use Field Guide, With More Than 1230 Illustrations (em inglês). New York: Simon & Schuster. p. 422. 512 páginas. ISBN 0-671-25320-4 
  6. «brevicone». Michaelis - UOL. 1 páginas. Consultado em 22 de outubro de 2018. ZOOL. Concha curta de curva rombuda, característica de certos moluscos cefalópodes, nautiloides e fósseis. 
  7. «fragmocone». Michaelis - UOL. 1 páginas. Consultado em 22 de outubro de 2018. ZOOL. Concha de molusco cefalópode dividida em câmaras por septos transversais. 
  8. LINDNER, Gert (1983). Moluscos y Caracoles de los Mares del Mundo (em espanhol). Barcelona, Espanha: Omega. p. 240. 256 páginas. ISBN 84-282-0308-3 
  9. a b c DUGDALE, H. K.; FAULKNER, D. (janeiro de 1976). Exquisite Living Fossil: The Chambered Nautilus (em inglês). National Geographic. Vol. 149, Nº 1. p. 38-41. 146 páginas.
  10. Neil, Thomas R.; Askew, Graham (janeiro de 2018). «Swimming mechanics and propulsive efficiency in the chambered nautilus» (em inglês). Royal Society Open Science 5(2). (ResearchGate). 1 páginas. Consultado em 22 de outubro de 2018 
  11. a b Pernice, M.; Boucher, J.; Boucher-Rodoni, R.; Joannot, P.; Bustamante, P. (16 de junho de 2008). «Comparative bioaccumulation of trace elements between Nautilus pompilius and Nautilus macromphalus (Cephalopoda: Nautiloidea) from Vanuatu and New Caledonia.» (em inglês). Ecotoxicol Environ Saf. 2009 Feb;72(2). (NCBI). 1 páginas. Consultado em 22 de outubro de 2018 
  12. a b c «Nautilus pompilius Linnaeus, 1758 - emperor nautilus» (em inglês). SeaLifeBase. 1 páginas. Consultado em 23 de outubro de 2018 
  13. a b c d ABBOTT, R. Tucker; DANCE, S. Peter (1982). Compendium of Seashells. A color Guide to More than 4.200 of the World's Marine Shells (em inglês). New York: E. P. Dutton. p. 377. 412 páginas. ISBN 0-525-93269-0 
  14. Landman, Neil H.; Mapes, Royal H.; Cochran, J. Kirk; Lignier, Vincent; Hembree, Daniel I.; Goiran, Claire; Folcher, Eric; Brunet, Philippe (3 de dezembro de 2014). «An Unusual Occurrence of Nautilus macromphalus in a Cenote in the Loyalty Islands (New Caledonia)» (em inglês). Public Library of Science, PLOS ONE. 1 páginas. Consultado em 22 de outubro de 2018 
  15. OLIVER, A. P. H.; NICHOLLS, James (1975). The Country Life Guide to Shells of the World (em inglês). England: The Hamlyn Publishing Group. p. 312. 320 páginas. ISBN 0-600-34397-9 
  16. «Nautilus macromphalus Sowerby II, 1849 - bellybutton nautilus» (em inglês). SeaLifeBase. 1 páginas. Consultado em 23 de outubro de 2018 
  17. «Nautilus stenomphalus Sowerby II, 1849 - white-patch nautilus» (em inglês). SeaLifeBase. 1 páginas. Consultado em 23 de outubro de 2018 
  18. «Nautilus belauensis Saunders, 1981 - Palau nautilus» (em inglês). SeaLifeBase. 1 páginas. Consultado em 23 de outubro de 2018 
  19. «Allonautilus Ward & Saunders, 1997» (em inglês). World Register of Marine Species. 1 páginas. Consultado em 22 de outubro de 2018 
  20. Ward, Peter D.; Saunders, W. Bruce (novembro de 1997). «Allonautilus: A New Genus of Living Nautiloid Cephalopod and Its Bearing on Phylogeny of the Nautilida» (em inglês). Journal of Paleontology Vol. 71, No. 6. (JSTOR). pp. 1054–1064. Consultado em 22 de outubro de 2018 
  Este artigo sobre Cefalópodes, integrado no Projeto Invertebrados é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.