Nicolaas Bidloo

Nicolaas Bidloo (* Amsterdam, c1674 - São Petersburgo, Rússia, 23 de Março de 1735), foi médico particular de Pedro, O Grande, Imperador da Rússia. Bidloo foi também diretor do primeiro hospital da Rússia e responsável pela primeira escola da Rússia, sendo considerado um dos fundadores da Medicina russa[1].

Nicolaas Bidloo
Nascimento 1674
Amsterdam -  Países Baixos
Morte 23 de março de 1735 (61 anos)
São Petersburgo -  Rússia
Ocupação Médico e botânico holandês.
Médico particular de Pedro, O Grande.

Primeiros AnosEditar

Bidloo era descendente de uma família Menonita com reputação científica. Seu pai Lambert Bidloo (1638–1724)[2] era um boticário, autor de um tratado sobre botânica e seu tio Govert Bidloo fora médico pessoal de Guilherme III, Rei da Inglaterra. Bidloo estudou Medicina na Universidade de Leiden, onde seu tio Govert era professor, e em Janeiro de 1697 recebeu o doutorado em ciências médicas. Em 1701, casou-se com Clasina Claes, em Amsterdam.

Médico Particular de Pedro, O GrandeEditar

Em 1702, Bidloo assinou um contrato com o embaixador da Rússia para assumir o cargo de médico pessoal do tsar Pedro, O Grande, por um período de seis anos, com um salário anual de 2500 florins holandeses (um ótimo salário para um médico daquela época). Ele chegou à Rússia com sua família em junho de 1703. Como médico pessoal do imperador, Bidloo acompanhava Pedro em suas viagens, mas tinha muito pouco a fazer, porque o tsar tinha excelente saúde.[3]

Como parte de seus esforços para modernizar a Rússia, Pedro, O Grande, em 1707 ordenou o estabelecimento do primeiro hospital do país e nomeou Bidloo como seu diretor. Pedro, O Grande concedeu a Bidloo um pedaço de terra às margens do rio Yauza, situado no bairro alemão, nos arredores de Moscou, para a construção de um hospital bem como de uma casa para ele mesmo e sua família. Como parte do hospital, Bidloo fundou a primeira escola médica da Rússia, onde ele dava aulas de anatomia e cirurgia para 50 estudantes. O hospital e a escola médica continham também o primeiro teatro de anatomia da Rússia. Nele, Pedro, O Grande, assistia com frequência aulas de dissecações[4] que nele eram realizadas. Em 1710 Bidloo publicou o primeiro livro sobre estudos médicos no idioma russo, tratava-se de um manual de cirurgia com 1306 páginas cujo título era Instructio de chirurgia in theatro anatomico studiosis proposita a.d. 1710, januarii die 3[5].

Infelizmente, o hospital sofreu um incêndio em 1721 mas foi restaurado e reaberto[6] em 1727. Bidloo foi sucedido como diretor do hospital pelos irmãos Abraham Boerhaave (1715-1758)[7] e Herman Kaau Boerhaave[ligação inativa] (1705-1753)[8], sobrinhos do grande médico fisiologista Herman Boerhaave[9].

Os Jardins de BidlooEditar

Bidloo projetou extensos jardins na propriedade onde ficava o hospital, e neles incluiu riachos, estátuas, um arco do triunfo, e um Jardim Botânico à maneira do Horto Botânico de Leiden, que fora projetado por Carolus Clusius (1526-1609), em 1590. Ele também dava sugestões a Pedro, O Grande sobre horticultura, jardins e fontes. O tsar visitava os jardins de Bidloo com frequência, mesmo quando este lá não se encontrava. Bidloo também foi o projetista original do Jardim de Verão e dos jardins do Palácio de Peterhof em São Petersburgo[10]. Em 1730 ele publicou um manuscrito sobre o seu jardim particular[11] [12], para deixar de lembranças para seus filhos. O manuscrito incluía 19 desenhos que tinham sido usados na criação dos jardins. Esse manuscrito se encontra hoje na Universidade de Leiden[13].

Notas e referências externasEditar

  1. Aniversário de 300 anos de Fundação do Primeiro Hospital da Rússia.
  2. Lambert Bidloo (1638-1724) (* Amsterdam, 30 de Agosto de 1638 - † Amsterdam, 11 de Junho de 1724), era irmão de Govert Bidloo e pai de Nicolaas Bidloo.
  3. J. Dankmeijer and Th. Roell, "Nicolaas Bidloo and the Institution of Medical Education in Moscow" in Gerrit Arie Lindeboom (ed.), Boerhaave and his time: Papers read at the International Symposium in Commemoration of the Tercentenary of Boerhaave's Birth, Leiden, 15–16 November 1968, Volume 1968, Brill Archive, 1970, pp. 165-169
  4. Frederik Ruysch - Primeiro Teatro de Anatomia da Rússia.
  5. Jozien J. Driessen-Van het Reve, De Kunstkamera van Peter de Grote: de Hollandse inbreng, gereconstrueerd uit brieven van Albert Seba en Johann Daniel Schumacher uit de jaren 1711-1752, Uitgeverij Verloren, Hilversum, 2006, p.222 (em holandês)
  6. DBNL - G.A. Lindeboom, Geschiedenis van de medische wetenschap in Nederland. Fibula-Van Dishoeck, Haarlem 1981 (em holandês)
  7. Abraham Boerhaave (1715-1758) (* Haia, 5 de Janeiro de 1715 - † 14 de Julho de 1758), foi professor de Medicina da Universidade de São Petersburgo.
  8. Hermann Kaau Boerhaave (1705-1753) (* Haia, 27 de Setembro de 1705 - † Moscou, 18 de Outubro de 1753), médico imperial da Rússia de origem neerlandesa.
  9. A.J. Kox (ed.), Van Stevin tot Lorentz. Portretten van achttien Nederlandse natuurwetenschappers. Bert Bakker, Amsterdam 1990 (em holandês)
  10. Segundo o pesquisador Leonid N. Makovsky.
  11. Christian Bertram, "Noord-Hollands Arcadia: Ruim 400 Noord-Hollandse buitenplaatsen in tekeningen, prenten en kaarten uit de Provinciale Atlas Noord-Holland". Stichting Provinciale Atlas Noord-Holland / Canaletto/Repro-Holland, Alphen aan den Rijn, pp. 13-14 (em holandês).
  12. Erik Jong, Nature and art: Dutch garden and landscape architecture, 1650-1740, University of Pennsylvania Press, 2000, p.10
  13. Peter Hayden, Russian Parks and Gardens, Frances Lincoln Ltd., 2005, pp. 53-54