Noite (filme)

Noite
Noite (BRA)
 Brasil
1985 •  cor •  81' min 
Direção Gilberto Loureiro.[1]
Roteiro Gilberto Loureiro
José Louzeiro
Elenco Paulo César Peréio
Eduardo Tornaghi
Cristina Aché
Otávio Augusto
Nelson Dantas
Neville de Almeida
Aldine Müller
Género drama
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

Noite é um filme brasileiro de 1985, do gênero drama, dirigido por Gilberto Loureiro e com roteiro baseado em romance homônimo de 1954, escrito por Érico Veríssimo.[2] Noite é uma obra um tanto atípica, diferente do que o escritor escrevera até então e posteriormente.[3]

A adaptação cinematográfica não segue fielmente o livro que lhe deu origem, tomando algumas liberdades quanto à história principal, seja na criação de novos personagens, seja no desenvolvimento de tramas paralelas.[4]

Diverge também o contexto histórico urbano, onde na trama original desenrola-se nos anos 50 enquanto que no filme é perceptível que se passa nos anos 80.

SinopseEditar

Nos anos 70, um homem desmemoriado vaga pelas ruas de Porto Alegre. Com o bolso cheio de dinheiro (que não se lembra de onde veio), envolve-se com duas "aves noturnas": o Mestre, de elegância rebuscada de ator e roupas de fino corte, e o Corcunda, um ser asqueroso e socialmente revoltado, que o levam para um passeio pelo lado "sujo" da noite, visitando um bar de beira de cais, um velório, um hospital, um puteiro de luxo e um cabaré de quinta categoria.

Durante o passeio, o o desmemoriado é interrogado sub-repticiamente pelas "aves noturnas" quanto à possibilidade de envolvimento num crime passional ocorrido horas antes na cidade, e do qual ainda não se conhece o autor.

No meio da trama, o delegado Chuab e seu assistente tentam "descobrir" o assassino, acabando por apontar um pobre-diabo para a imprensa como bode expiatório.

Elenco principalEditar

Principais prêmios e indicaçõesEditar

Festival de Gramado 1985 (Brasil)

  • Venceu na categoria de melhor ator (Paulo César Pereio).
  • Venceu na categoria de melhor ator coadjuvante (Otávio Augusto).
  • Recebeu o Prêmio Especial do Júri.
  • Indicado na categoria de melhor filme.

Referências

  1. «E-Pipoca: Gilberto Loureiro». Consultado em 19 de junho de 2010 
  2. «100 Anos de Érico Veríssimo». Consultado em 19 de junho de 2010 
  3. «Página de Érico Veríssimo». Consultado em 19 de junho de 2010 
  4. «100 Anos de Érico Veríssimo». Consultado em 19 de junho de 2010 

Ligações externasEditar