Notícia

comunicação de informações selecionadas sobre eventos atuais

A notícia é um formato de divulgação de um acontecimento por meios jornalísticos.[1] É a matéria-prima do Jornalismo, normalmente reconhecida como algum dado ou evento, socialmente relevante que merece publicação em um meio de comunicação social. Fatos políticos, sociais, econômicos, culturais, naturais e outros, podem ser notícia se afetarem indivíduos ou grupos significativos para um determinado veículo de imprensa. A notícia pode ser definida como um produto socialmente construído, pois é resultado das posições sociais de indivíduos e grupos envolvidos com a produção jornalística, e pelas próprias fontes que segundo Stuart Hall, atuam como definidores primários dos eventos. A notícia é uma condensação desses determinantes em um produto sócio-cultural essencial na construção dos processos, conteúdos e relações sociais.[2][3][4]

Escritório da Reuters em Bonn, na Alemanha, em 1988.

Geralmente, a notícia tem conotação negativa, justamente por ser excepcional, anormal ou de grande impacto social, como acidentes, tragédias, guerras e golpes de estado. Notícias têm valor jornalístico apenas quando acabaram de acontecer, ou quando não foram noticiadas previamente por nenhum veículo. A "arte" do Jornalismo é escolher os assuntos que ao público e apresentá-los de modo atraente. Nem todo texto jornalístico é noticioso, mas toda notícia é potencialmente objeto de apuração jornalística.[5][6]

Quatro fatores principais que influenciam na qualidade da notícia:[7]

  1. Novidade: a notícia deve conter a vida e a vida deve conter informações novas, e não repetir as já conhecidas.
  2. Proximidade: quanto mais próximo do leitor for o local do evento, mais interesse a notícia gera, porque implica mais diretamente na vida do leitor.
  3. Tamanho: tanto o que for muito grande quanto o que for muito pequeno atrai a atenção do público.
  4. Relevância: notícia deve ser importante, ou, pelo menos, significativa. Acontecimentos banais, corriqueiros, geralmente não interessam ao público.

Notícias chegam aos veículos de imprensa por meio de repórteres, correspondentes, agências de notícias e assessorias de imprensa. Eventualmente, amigos e conhecidos de jornalistas fornecem denúncias, sugestões de pauta, dicas e pistas, às vezes no anonimato, pelo telefone ou por "e-mail".[8]

Nos Estados Unidos é comum a figura do news-hawk[9] (gavião-de-notícia), uma espécie de informante-apurador contratado pelo jornal, que anda em busca de assuntos que potencialmente possam gerar notícias.[10]

A Notícia pode estar dividida nas seguintes partes:

Título

Nome dado ao material.

Lead

O lead deve informar qual é o fato jornalístico noticiado e as principais circunstâncias em que ele ocorre.

Corpo

Onde o fato jornalístico é desenvolvido.

Referências

  1. Fang, Irving. A History of Mass Communication: Six Information Revolutions. Boston: Focal Press (Butterworth-Heineman), 1997. ISBN 0-240-80254-3
  2. Tuchman, G. (1978), “Making News: A Study In The Construction of Reality”, em: Silva G., Silva M. P. e Fernandes M. L. (2014). “Critérios de Noticiabilidade: Problemas Conceituais e Aplicações”, Insular
  3. Allan, Stuart, News Culture. (2nd ed. McGraw Hill Open University Press, 2004. ISBN 0-335-21074-0)
  4. Wood, James. History of International Broadcasting. London: Peter Peregrinus Ltd., 1992. ISBN 0-86341-281-5
  5. «História do Jornalismo». ABI Internacional. 4 de março de 2014. Consultado em 3 de fevereiro de 2017 
  6. Rampton, Sheldon e John Stauber. Trust Us, We're Experts: How Industry Manipulates Science and Gambles With Your Future. New York: Jeremy P. Tarcher/Putnam, 2001. ISBN 1-58542-059-X
  7. Traquina N. "Teorias do Jornalismo. Volume1". Florianópolis: Insular, 2005
  8. McNair, Brian. Cultural Chaos: Journalism, news and power in a globalised world. New York: Routledge (Informa), 2006. ISBN 978-0-415-33913-1
  9. Satlzman J. (2002). "Frank Capra and the Image of the Journalist in American film". Norman Lear Center, The Annenberg School for Communication.
  10. Schudson, Michael. Discovering the News: A Social History of American Newspapers. New York: Basic Books, Inc., 1978. ISBN 0-465-01669-3