Abrir menu principal

Wikipédia β

Orlando Silva

Disambig grey.svg Nota: Se procura o político brasileiro, veja Orlando Silva de Jesus Júnior.

Orlando Garcia da Silva (Rio de Janeiro, 3 de outubro de 1915 — Rio de Janeiro, 7 de agosto de 1978) foi um dos mais importantes cantores brasileiros da primeira metade do século XX.

Orlando Silva
Orlando, em 1942.
Informação geral
Nome completo Orlando Garcia da Silva
Também conhecido(a) como O Cantor das Multidões
Nascimento 3 de outubro de 1915
Local de nascimento Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Brasil
Data de morte 7 de agosto de 1978 (62 anos)
Local de morte Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Brasil
Nacionalidade brasileiro
Gênero(s) Samba, valsa
Ocupação(ões) Cantor
Extensão vocal tenor
Período em atividade 1934 - 1977
Gravadora(s) Columbia, RCA Victor, Odeon, Copacabana, Continental, Star, Carnaval, Mocambo

Orlando Silva nasceu na rua General Clarindo, hoje rua Augusta, no bairro do Engenho de Dentro. Seu pai, José Celestino da Silva, era violonista e participou com Pixinguinha de serenatas, peixadas e feijoadas. Orlando viveu por três anos neste ambiente, quando, então, seu pai faleceu vítima da gripe espanhola.

Teve uma infância normal, sempre gostando muito de violão. Na adolescência já era fã de Carlos Galhardo e Francisco Alves, este último um dos responsáveis por seu sucesso. Seu primeiro emprego foi de estafeta da Western, com o salário de 3,50 cruzeiros por dia. Foi então para o comércio e trabalhou como sapateiro, vendedor de tecidos e roupas e trocador de ônibus. Quando desempenhava as funções de office boy, ao saltar de um bonde para entregar uma encomenda, sofreu um acidente, tendo um de seus pés parcialmente amputado, ficando um ano inativo, problema sério, já que sustentava a família.

Foi Bororó, conforme o próprio relata no filme O cantor das multidões que o apresentou a Francisco Alves, que ouviu Orlando cantar no interior de seu carro, decidindo imediatamente lançá-lo em seu programa na rádio Cajuti. Nos seis ou sete anos seguintes, tornou-se um grande sucesso, considerado por muitos a mais bela voz do Brasil, contando inclusive com a estima do próprio presidente Getúlio Vargas. Atraía os fãs de tal forma que o locutor Oduvaldo Cozzi passou a apresentá-lo como "o cantor das multidões", conforme relata no filme com o mesmo nome.

Principais sucessosEditar

Ligações externasEditar

LivrosEditar

*MORAIS JUNIOR, Luis Carlos de. O Sol nasceu pra todos - a História secreta do samba. Rio de Janeiro: Litteris, 2011.

*VIEIRA, Jonas. Orlando Silva 100 anos - O Cantos da multidões. 3 ed. Rio de Janeiro: Funarte, 2004.

  Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.