Abrir menu principal
Otília Amorim
Informação geral
Nome completo Otília Amorim
Nascimento 13 de janeiro de 1894
Local de nascimento Rio de Janeiro, RJ
Brasil
Morte c. 1970 (76 anos)
Local de morte São Paulo
Brasil
Nacionalidade brasileira
Gênero(s) Samba
Ocupação(ões) Cantora e atriz
Gravadora(s) RCA Victor, Columbia

Otília Amorim (Rio de Janeiro, 13 de novembro de 1894 — São Paulo, c. 1970) foi uma atriz e cantora brasileira.[1]

Como atriz, estreou em 1910, no filme Vida do Barão do Rio Branco, dirigido por Alberto Botelho.[1]

Uma das poucas cantoras que tem voz registrada em discos, seus álbuns são compostos por Desgraça Pouca é Bobagem (1931); Vou te Levar (1931); Eu sou Feliz (1931); Nêgo Bamba (1931); e Oiá a Ganga (1931).[1]

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma cantora é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre uma atriz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.