Abrir menu principal

Pablo Iglesias Posse

Pablo Iglesias Posse
Nascimento 18 de outubro de 1850
Ferrol
Morte 9 de dezembro de 1925 (75 anos)
Madri
Sepultamento Cemitério Civil de Madrid
Cidadania Espanha
Ocupação político, sindicalista
Empregador Acción Socialista
Assinatura
Pablo Iglesias signature.svg

Pablo Iglesias Posse (Ferrol, 18 de outubro de 1850Madrid, 9 de dezembro de 1925) foi um político galego, fundador do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) em 1879, e da União Geral de Trabalhadores (UGT) em 1888. Considerado pai do socialismo na Espanha, a figura de Pablo Iglesias é reivindicada e mantida pela Fundación Pablo Iglesias.

Iglesias nasceu em uma família humilde. Ele frequentou a escola entre os seis e os nove anos, quando seu pai, funcionário público, morreu. Pablo, seu irmão mais novo Manuel (que morreria logo de tuberculose) e sua mãe emigraram para Madrid. A mãe vivia como pedinte, e ambos os garotos foram recolhidos ao Hospício de São Fernando. Pablo completou os estudos primários ali, e aprendeu o ofício da tipografia. Aos doze anos, o futuro líder sindical deixou o hospício e foi trabalhar como impressor para ajudar sua mãe; à noite tomava aulas de francês pagas por si próprio.

Durante o Sexênio Revolucionário (18691875) a Internacional promoveu uma série de debates em Madri, aos quais Pablo frequentou, ingressando na seção de tipógrafos da Internacional em 1870. Começou a sofrer perseguições e demissões por parte de diversas oficinas de impressão até 1874, quando chegou à presidência da Asociación General del Arte de Imprimir.

Daí em diante começou a preparar clandestinamente um novo partido político de orientação operário-sindicalista, que culminou em 2 de maio de 1879 com a fundação do PSOE, juntamente com outras 25 pessoas. Em 1885, após abandonar a presidência da Associação, conseguiu chegar ao posto máximo na Federación Tipográfica Española.

Em 1886 publica o primeiro número da revista El Socialista, de orientação operária-socialista, fundada por ele mesmo e que continua sendo editada atualmente. Dois anos depois fundou a União Geral dos Trabalhadores, chegando a sua presidência em 1889. Neste mesmo ano foi ao congresso de fundação da Segunda Internacional como representante do PSOE. Em 1890 encabeçou a primeira manifestação do 1 de maio na Espanha, em que se exigia jornada de trabalho de 8 horas e o fim do emprego de menores em atividades laborais. Nesse mesmo ano de 1890 aconteceu o segundo congresso do PSOE, no qual se decidiu pela participação nas eleições. Em 1905 Pablo Iglesias, Largo Caballero e García Ormaechea seriam eleitos representantes junto ao conselho municipal de Madri.

Em 1910 o PSOE conseguiu seu primeiro deputado no Parlamento Espanhol, vaga que foi ocupada por Iglesias; nas eleições seguintes o partido foi aumentando sua representatividade. No entanto, em 1919 ele foi forçado a cessar parcialmente suas atividades políticas por causa de uma pneumonia, e uma saúde cada vez mais abalada. Em 1921 o Partido Comunista da Espanha surgiu como uma dissidência do PSOE, ante a negativa deste último em participar da Terceira Internacional socialista convocada por Lênin.

Pablo Iglesias morreu em 9 de dezembro de 1925, em Madrid. Havia sido eleito deputado pela última vez em 1923. Seu cadáver, embalsamado, foi exposto na capela da Casa do Povo de Madri; mais de 150 000 cidadãos compareceram ao cortejo fúnebre. Foi sepultado no Cemitério Civil de Madrid.