Pandemia de gripe de 1889-1890

pandemia de gripe do século 19

A pandemia de gripe de 1889-1890, também chamada de "gripe russa" ou de "gripe asiática"[1] causou a morte de um milhão a um milhão e meio de pessoas ― sendo duzentas a trezentas mil pessoas, somente na Europa ― entre 1889 e 1890, no final da segunda metade do século XIX. Foi primeiramente reportada na Bukhara, Rússia, antigo Império Russo (atual Uzbequistão).[1] Os maiores efeitos da pandemia foram registrados num primeiro surto entre outubro de 1889 e dezembro de 1890, mas ecorrências surgiram de março a junho de 1891; de novembro de 1891 a junho de 1892; no inverno de 1893-1894, e em inícios de 1895.

Esta ilustração de 12 de janeiro de 1890 na revista satírica de Paris Le Grelot retrata um infeliz sofredor da gripe conduzido por um desfile de médicos, farmacêuticos, músicos esqueléticos e dançarinas representando o quinino e a antipirina.

A doença caracterizava-se principalmente por febre e pneumonia, afetando principalmente crianças e adultos jovens.[2] Atualmente, acredita-se que tenha sido causada pelo vírus H2N2, dado que as pessoas com maior resistência à Gripe asiática de 1957 (também causada pelo H2N2) foram aquelas que, anteriormente, haviam tido contato com o vírus da "gripe russa".[3]

Foi a primeira pandemia detalhadamente documentada,[4] tendo tido seu início em maio de 1889, em Bukhara. Alastrou-se pela Rússia em apenas duas semanas, em decorrência da circulação de pessoas ao longo da linha férrea transsiberiana. No mesmo ano, a doença espalhou-se pelo resto da Europa, chegando à América do Norte, em dezembro, e ao Brasil, em fevereiro de 1890, quando um paquete proveniente de Hamburgo (Alemanha) aportou em Salvador. Metade da população de Salvador adoeceu, e, em pouco tempo, a doença atingiu outras cidades do país.

Panorama mundialEditar

 
Mapa mostrando datas registradas na epidemia de influenza em 1889 (vermelho) e 1890 (azul) e quando a gripe chegou em diversas cidades.[5]

Infecções notáveisEditar

MortesEditar

Primeiro surtoEditar

RecorrênciasEditar

SobreviventesEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b Ryan, Jeffrey R. Ryan (ed.), "Chapter 1 - Past Pandemics and Their Outcome" in Pandemic Influenza: Emergency Planning and Community Preparedness, CRC Press, 2008, p. 16. ISBN 978-1-42006088-1. "The Asiatic Flu of 1889-1890 was first reported in Bukhara, Russia".
  2. «Pandemias de influenza e a estrutura sanitária brasileira: breve histórico e caracterização dos cenários» (pdf). Scielo. Consultado em 10 de abril de 2020 
  3. «Gripe: quais foram as maiores epidemias da história». abril. 25 de março de 2020. Consultado em 10 de abril de 2020 
  4. «PANDEMIAS NA HISTÓRIA». Sanar MED. Consultado em 10 de abril de 2020 
  5. Henry Franklin Parsons, Report on the Influenza Epidemic of 1889–90, 1891. Local Government Board.
  6. a b c d e The 1889-1890 Flu Pandemic: The History of the 19th Century’s Last Major Global Outbreak (edição Kindle). Charles River Editors.

Referência bibliográficaEditar

  • Centro de Estudos e de Pesquisas (2001). Anexo: ano de 1889 in História, Vol 1. São Paulo: editora HMP.