Parque Nacional de Azov-Sivash

O parque natural nacional de Azov–Sivash (em ucraniano: Азо́во-Сива́ський національний природний парк, transl. Azóvo-Syváskyi natsionlnyi pryrodnyi park) é um parque nacional da Ucrânia, localizado em Byriuchyi, no noroeste do mar de Azov e no Sivash, no raion de Henichesk, oblast de Kherson. O parque foi criado para proteger o ambiente costeiro único do noroeste de Azov e pela sua importância como um local de descanso para aves migratórias, com mais de um milhão de aves visitando a cada ano. O parque foi criado em 25 de fevereiro de 1993[1] e tem uma área de 52 582,7 hectares (526 km²).[2][3]

Parque natural nacional de Azov–Sivash
Categoria II da IUCN (Parque Nacional)
Localização Mar de Azov e Sivash
País  Ucrânia
Dados
Área 52 582 ha
Criação 25 de fevereiro de 1993 (29 anos)
Sítio oficial azovo-sivaskij-park.com.ua

Clima e ecorregiãoEditar

Azov–Sivash tem um clima continental húmido de verão quente (classificação climática de Köppen-Geiger: Dfa), com grandes diferenciais de temperatura sazonal e um verão quente (pelo menos quatro meses com média superior a 10 °C (50,0 °F), e invernos amenos.[4][5] As temperaturas médias na reserva variam de −3 °C (26,6 °F) em janeiro a 24 °C (75,2 °F) em julho, e a média anual de precipitação é de 260 mm.

A reserva está localizada na ecorregião da estepe Pôntico-Cáspia, uma região que cobre uma extensão de pastagens que se estende das margens norte do mar Negro até ao oeste do Cazaquistão.[6]

ConservaçãoEditar

A parte central do Sivash, no oeste do parque, é uma zona húmida Ramsar de importância internacional[7] e pertence à área importante para a preservação de aves (IBA) da baía do Sivash,[8] enquanto Byriuchyi pertence à área do liman de Utlyuk.[9]

Em 2000, a administração do parque nacional de Azov-Sivash foi transferida do Ministério das Florestas para a Administração Estatal de Assuntos.[10] Em 2 de setembro de 2005, o Ministério do Meio Ambiente da Ucrânia aprovou um regulamento sobre o parque, permitindo a caça na zona económica e na zona de recreação regulamentada. A caça também foi permitida neste parque pelo "Projeto de Organização Territorial",[11] aprovado pelo Ministério do Meio Ambiente da Ucrânia,[12] no entanto, uma emenda adotada em 2010 proibiu qualquer caça em parques nacionais e reservas da biosfera.[13] Apesar disso, a caça é frequentemente praticada no parque, com a grande maioria sendo realizada em Byriuchyi. Em 2008, 36 veados e 103 gamos foram abatidos na área do parque. Existem 3 torres de caça, 3 recintos fechados, 10 armadilhas para animais, 10 cabanas para caçadores, sauna, heliporto, oficina de taxidermia e áreas de piquenique para caçadores com experiência.[14]

Além disso, o parque também sofre com pragas. Entre 1965 e 1967, em uma tentativa de eliminar a tularemia de Byriuchyi, o Ministério das Florestas usou mais de 240 000 kg de DDT para combater carraças e roedores portadores da doença, mas o uso desse pesticida teve o efeito contrário, aumentando a proliferação da doença.[15] Em 2008, 15 raposas e 8 cães-mapache foram mortos devido a doenças.[14]

Referências

  1. Про створення Азово-Сиваського національного природного парку [Sobre a criação do parque natural nacional de Azov-Sivash] (Relatório) (em ucraniano). Kiev. 25 de fevereiro de 1993. Consultado em 29 de setembro de 2012 
  2. «Азово-Сиваський національний природний парк» [Parque natural nacional de Azov-Sivash]. Administração Estatal de Assuntos (em ucraniano). Kiev. Consultado em 12 de março de 2017. Arquivado do original em 2 de maio de 2017 
  3. «Азово-Сиваський національний природний парк» [Parque natural nacional de Azov–Sivash]. Ukraina Incognita (em ucraniano). Consultado em 14 de junho de 2011 
  4. Kottek, Markus; Grieser, Jürgen; Beck, Christoph; Rudolf, Bruno; Rubel, Franz (2006). «World Map of Koppen-Geiger Climate Classification Updated» (PDF). Gebrüder Borntraeger Verlagsbuchhandlung. Meteorologische Zeitschrift (em inglês e alemão). 15 (3): 259-263. doi:10.1127/0941-2948/2006/0130. Consultado em 14 de setembro de 2019 
  5. «Dataset - Köppen climate classifications». World Bank (em inglês). Consultado em 14 de setembro de 2019 
  6. «Ecoregions 2017» (Mapa). Resolve (em inglês). 2017. Consultado em 14 de setembro de 2019 
  7. «Information Sheet on Ramsar Wetlands: Central Sivash» (PDF). Ramsar (em inglês). 5 de julho de 1998. Consultado em 10 de agosto de 2019 
  8. «Sivash Bay». BirdLife International (em inglês). Consultado em 10 de agosto de 2019 
  9. «Utlyuk lyman». BirdLife International (em inglês) 
  10. Про передачу об'єктів державної власності в управління Державному управлінню справами [Sobre a transferência de objetos de propriedade estatal para a gestão da Administração Estatal de Assuntos] (Relatório) (em ucraniano). Kiev: Gabinete de Ministros da Ucrânia. 6 de abril de 2000 
  11. Про затвердження Інструкції про застосування порядку установлення лімітів на використання природних ресурсів у межах територій та об'єктів природно-заповідного фонду загальнодержавного значення (Relatório) (em ucraniano). Ministério da Proteção Ambiental da Ucrânia. 24 de janeiro de 2008 
  12. Про Проект організації території національного природного парку, охорони, відтворення та рекреаційного використання його природних комплексів і об'єктів [Sobre o Projeto de Organização Territorial dos parques naturais nacionais, proteção, reprodução e uso recreativo dos seus complexos e recursos naturais] (Relatório) (em ucraniano). Ministério do Meio Ambiente. 6 de julho de 2005 
  13. Про природно-заповідний фонд України [Sobre o fundo de reserva natural da Ucrânia] (Relatório) (em ucraniano). Kiev: Conselho Supremo da Ucrânia (publicado em 16 de junho de 1992). 16 de fevereiro de 2010. Consultado em 11 de novembro de 2010 
  14. a b «Бардак в Азово-Сивашском национальном парке» [Desordem no parque nacional de Azov-Sivash]. Centro Ecológico e Cultural de Kiev (em russo). 25 de novembro de 2014. Consultado em 29 de dezembro de 2014 
  15. Rusev, Ivan T. (2011). «Пестицид ДДТ как провоцирующий фактор активизации паразитарной экосистемы туляремии на острове Бирючий» [Pesticida DDT como fator provocador da ativação do ecossistema parasitário de tularemia na ilha Biriuchiy] (PDF). Simferopol: Universidade Nacional da Táurida. Otimização e proteção dos ecossistemas (em russo e inglês) (4): 144–156. Consultado em 12 de janeiro de 2017. Arquivado do original (PDF) em 13 de janeiro de 2017 

BibliografiaEditar

  • Boreyko, Vladimir E. (2005). «"Царские охоты": от Мономаха до Путина и Кучмы» 3ª ed. Kiev: Centro Ecológico e Cultural de Kiev. Istoriya okhrany prirody (em russo) (32). OCLC 60647737 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Parque Nacional de Azov-Sivash
  Este artigo sobre Área protegida é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.