Abrir menu principal

O Parque Solar Nova Olinda é uma usina solar com capacidade instalada de 292 MW, localizado em Ribeira do Piauí.[1]

Capacidade energéticaEditar

Nova Olinda possui 930 mil painéis solares espalhados por 690 hectares (área equivalente a 700 campos de futebol) em pleno semiárido piauiense, ao custo do investimento de US$ 300 milhões, gerando energia suficiente para abastecer 300 mil residências, em operação desde dezembro de 2017.[1]

Os painéis se movem acompanhando o movimento solar (como se fossem girassóis) e captam a irradiaçao solar, que é transformada em energia. Esta, então, é levada por cabos subterrâneos a uma subestação no próprio parque e, de lá, segue por 47 km de linhas de transmissão até uma subestação da Chesf, onde é lançada no sistema interligado.[1]

Estima-se que o novo parque solar pode evitar a emissão de aproximadamente 350 mil toneladas de CO2 na atmosfera.[1]

PropriedadeEditar

A usina pertence ao grupo Enel Brasil, conglomerado investidor em energia renováveis, com capacidade instalada em renováveis de cerca de 2.276 MW no Brasil, dos quais 670 MW de energia eólica, 716 MW de energia solar e 890 MW de energia hidrelétrica. O grupo também é dono do Parque Solar de Bom Jesus da Lapa (BA) e do Parque Solar Ituverava (BA).[2]

ReferênciasEditar

  1. a b c d «Enel inaugura maior parque solar da América do Sul». O Globo. 28 de novembro de 2017 
  2. «Conheça os maiores parques solares do Brasil - Sharenergy». Sharenergy. 20 de dezembro de 2017