Abrir menu principal

Paul Simon

Cantor, compositor e produtor estadunidense
Paul Simon
Paul Simon 25-07-2008 2.jpg
Paul Simon em 2008.
Informação geral
Nome completo Paul Frederic Simon
Nascimento 13 de outubro de 1941 (78 anos)
Local de nascimento Newark, Nova Jérsia
Estados Unidos
Origem Queens, Nova Iorque
Nacionalidade norte-americano
Gênero(s)
Ocupação(ões) cantor, compositor, músico e produtor musical
Progenitores Mãe: Bella Simon
Pai: Louis Simon
Cônjuge Peggy Harper (c. 1969–75)
Carrie Fisher (c. 1983–84)
Edie Brickell (c. 1992)
Filho(s) Adrian Edward Simon
Gabriel Elijah Simon
Harper Simon
Instrumento(s)
Período em atividade 1957-presente
Gravadora(s) Columbia Records, Warner Bros. Records
Afiliação(ões) Simon & Garfunkel, Ladysmith Black Mambazo
Página oficial www.paulsimon.com

Paul Frederic Simon (Newark, 13 de outubro de 1941) é um cantor e compositor norte-americano de música folk rock, ficou conhecido por ter feito parte da dupla Simon & Garfunkel. Compôs temas de grande sucesso como "The Sound of Silence", "Mrs. Robinson" e "Bridge Over Troubled Water". Foi considerado o 93º melhor guitarrista de todos os tempos pela revista norte-americana Rolling Stone.[1]

BiografiaEditar

Nascido em Newark, Nova Jérsia, no ano em que os seus pais fixaram aí residência. O seu pai, Louis Simon (1916-1995) era professor universitário e também músico e, a sua mãe, Bella Simon (1910-2007) era professora primária.

Formou no final da década de 1950 o duo "Tom & Jerry" com o amigo de escola Art Garfunkel e chegaram a alcançar visibilidade com "Hey Schoolgirl". Gravaram alguns singles mas a dupla logo se desfez. Simon ainda tentou a sorte com o grupo " Tico & The Triumphs" mas apesar de algumas boas canções ("Motorcycle", " Noise", "Card of Love") o grupo também não alcançou grandes vôos. Simon atendia nessa época pela acunha Jerry Landis. Ambos os trabalhos podem ser encontrados na compilação "Tom & Jerry meet Tico & The Triumphs" e vale a pena conhecer esse registro desconhecido da maioria.

O Sucesso veio apenas em meados da década de 60, com o reencontro com o seu parceiro Art Garfunkel, no disco Wednesday Morning (1964), que continha a clássica faixa The Sounds of Silence, tida por muitos como a melhor de seu repertório. Esse disco não fez sucesso imediato e a dupla Simon & Garfunkel foi novamente desfeita (embora momentaneamente). Paul Simon formou-se em Literatura, para enfim dedicar-se à música e, influenciado por Bob Dylan e a onda folk que varria a América, interpretar suas próprias composições.

Em 1965 Simon foi tentar a sorte no circuito folk de Londres e, ao retornar aos Estados Unidos, encontrou a canção "The Sounds of Rilence" no topo das paradas, numa versão com instrumentos elétricos feita por cima da versão acústica gravada no ano anterior. Retomou a parceria com Garfunkel e gravaram um álbum às pressas, acolhido por público e crítica. Lançaram juntos, no total, seis discos, todos disco de ouro por recorde de vendas. Seu folk rock harmonioso e delicado fez muito sucesso com canções como "America", "I am a Rock", "The Boxer", "Bridge Over Troubled Waters", entre outras.

Porém, em 1968, ainda nas gravações de Bookends, as tensões com Garfunkel começam. Simon achava que se sentia demasiado pressionado e, também como já estava noivo, queria começar uma vida mais familiar. Logo, decidiram gravar apenas só mais um álbum. Bridge Over Troubled Waters, gravado em 1969 e, lançado em 1970, encerra uma carreira que já durava há 13 anos.

Após ter rompido com Garfunkel e, ter seguido carreira solo, produziu obra de grande qualidade, com um sucesso artístico enorme. Em 1974, realizou uma turnê acompanhado de uma banda gospel e um grupo de músicos peruanos, mostrando seu interesse pela cultura de outras nações e que só aumentou com o passar dos anos, gravando com artistas de vários países.

Porém, em 1975, reaviva a amizade com Art Garfunkel e, os dois voltam a trabalhar juntos, na canção My Little Town, do álbum Still Crazy After All These Years. Não tendo produzido mais originais, os dois continuaram a trabalhar juntos ainda hoje, dando concertos memoráveis em toda a parte.

Em 1977, tenta mudar de rumo artístico, iniciando uma carreira como actor. Assim, foi convidado por Woody Allen para participar no filme Annie Hall. Devido ao sucesso do papel, três anos depois, o realizador Robert M. Young convida-o para escrever o argumento para One Trick Pony e, também para o papel principal. Porém, Simon viu que não era no cinema que estava a sua vocação e, abandona a carreira de actor, voltando à música.

Em 1981, junta-se de novo com Art Garfunkel e, os dois dão um memorável concerto no Central Park de Nova Iorque, no dia 19 de Setembro desse ano. O público que compareceu a este show foi estimado em mais de 500 mil pessoas. Muitas chegaram ao Central Park uma semana antes do espetáculo. Algumas fotos foram inclusive colocadas no encarte do disco do show. Além de interpretarem os temas que compuseram juntos, interpretaram também temas a solo de cada um. O Disco/DVD é até hoje um dos grandes êxitos da dupla.

Regressa aos estúdios em 1986, após algum tempo sem gravar, com o álbum Graceland, no qual se destaca o tema You Can Call Me Al. Neste álbum fez-se acompanhar de músicos negros sul-africanos. Ganhou vários prêmios com esse trabalho e sua carreira teve novo momento de sucesso e prestígio nos anos seguintes.

No início dos anos 90, gravou um videoclipe com o grupo brasileiro Olodum. Já usou vários elementos em suas músicas, incluindo reggae.

Em 8 de novembro de 1991, dá outro enorme concerto no Central Park, desta vez sozinho, apenas cantando temas que compôs a solo.

Em 2000 atuou no Olympia, em Paris.

Dentre seus maiores sucessos, destacam-se, além dos que gravou com Art Garfunkel, "American Tune", "Mardi Grass", "Kodakchrome", "Graceland".

Vida PessoalEditar

Paul Simon casou-se pela primeira vez no final de 1969, com Peggy Harper, tendo-se divorciado em 1975. Tem um filho deste casamento, o músico Harper James Simon, nascido a 7 de Setembro de 1972, que chegou a ter boas criticas com seu primeiro e único trabalho, que lembra o pai em alguns momentos. Ao fracasso da relação com Peggy Harper , Paul Simon dedicou a canção Train in the Distance, do álbum Hearts and Bones, de 1983.

Casou-se pela segunda vez em Agosto de 1983, com a actriz Carrie Fisher (a filha da lendária atriz Debbie Reynolds e do famoso cantor Eddie Fisher). O casamento durou apenas 11 meses. Não teve filhos. Ao fracasso deste casamento, dedicou a canção Hearts and Bones, do álbum homónimo. O relacionamento amoroso de Fisher e Simon foi longo e bem documentado. No livro Wishful Drinking, Carrie discutiu francamente seu relacionamento com Simon. Eles se casaram em 1983 e se divorciaram no ano seguinte. "Então, nós namoramos de novo", escreveu Fisher. “Ficamos juntos por mais de 12 anos (de vez em quando) e viajamos muito. O último lugar que visitamos foi a Amazônia, que eu recomendo se você gosta de mosquitos”.Fisher foi franco sobre os altos e baixos de seu relacionamento, observando que Simon escreveu duas músicas sobre ela: "She Moves On" e " Hearts and Bones". "Eu era bom para o material, mas quando se tratava do dia-a-dia, eu era mais do que ele poderia aguentar", escreve ela. “Certa vez, tivemos uma briga (em nossa lua de mel) em que eu disse: 'Não apenas não gosto de você, não gosto de você pessoalmente!' Tentamos manter o argumento depois disso, mas estávamos rindo demais”. Na biografia de Simon, " Homeward Bound", o autor Peter Ames Carlin escreve que o par "lutou muito", estimulado em parte pelos problemas de saúde mental e abuso de drogas relatados por Fisher, mas eles sempre encontraram uma maneira de superar as dificuldades. Eles acabaram com as coisas definitivamente depois da mencionada viagem à Amazônia, onde visitaram um bruxo e “beberam um chá especial feito das folhas de uma planta psicodélica e de um caapi - uma receita projetada para limpar seus espíritos”. “Ela teve uma visão” sobre “sentir-se presa sob o cérebro cada vez mais giratório e sempre controlador de Paul; sobre o modo como ele, como muitos homens poderosos que ela conhecia, assumiu seu conhecimento e controle sobre todas as situações. ”Eles deixaram o Brasil e foi isso - o relacionamento chegou ao fim.

Casou-se pela terceira vez em Maio de 1992, com a cantora Edie Brickell, 25 anos mais nova, com quem é casado ainda hoje. Deste casamento, é pai do músico Adrian Edward Simon, nascido em Dezembro de 1992 e também de uma filha, Lulu Simon, nascida em Abril de 1995 e, de mais um rapaz, Gabriel Simon, em Maio de 1998.

DiscografiaEditar

FilmografiaEditar

Referências