Abrir menu principal
Paulo Aragão
Nascimento Paulo Ximenes Aragão
25 de janeiro de 1897
Sobral, CE
Morte 5 de março de 1979 (82 anos)
Fortaleza, CE
Cônjuge Dinorá Lins
Filho(s) Renato Aragão
Ocupação professor, escritor crítico literário e advogado
Movimento literário Modernista, Movimento Armorial

Paulo Ximenes Aragão (Sobral, 25 de janeiro de 1897 - Fortaleza, 5 de março de 1979) foi um escritor, jornalista e professor brasileiro. Com muitos trabalhos publicados em varias edições do Almanaque da Parnaíba, onde era um ativo colaborador, Paulo Aragão, como é conhecido no meio literário, é autor de várias obras ambientadas nos contextos da poesia, romance, dramaturgia, crônica. Paulo era pai do comediante Renato Aragão.[1]

Por meio do Almanaque da Parnaíba, edição de 1965, dedicou um emocionante soneto à esposa, Dinorá Lins, onde poetiza as experiências e os portais da velhice.

Ainda participou como colaborador do Almanaque do Ceará (Almanach do Ceará).

ObrasEditar

  • Primeiros Trilos
  • Brotis
  • Emoções que ficaram
  • Passos sem destino
  • Ritmos.

Referências

  1. IBIAPINA FILHO, Francisco. Os Ximenes de Aragão e suas origens. Brasília; edição do autor. 2003.
  2. Almanaque da Parnaíba, edição de 1965.

ligações externasEditar