Pavilhão Municipal de Desportos de Pontevedra

pavilhão desportivo em Pontevedra, Espanha

O Pavilhão Municipal de Desportos de Pontevedra é um centro desportivo coberto na cidade de Pontevedra, Espanha, com uma capacidade para 4.000 pessoas. É utilizado como bastião local pelas equipas de handebol Teucro e de futsal Leis, além da equipa de basquetebol CB Cidade de Pontevedra.

Pavilhão Municipal de Desportos de Pontevedra
Pabellón municipal de los Deportes de Pontevedra
Vista do Pavilhão Municipal de Desportos de Pontevedra
Nomes alternativos Pabellón de los Deportes
Tipo Pavilhão de Desportos
Arquiteto Alejandro de la Sota
Início da construção 1965
Fim da construção 1968
Inauguração 13 de julho de 1968 (54 anos)
Proprietário atual Câmara Municipal de Pontevedra
Geografia
País Espanha
Local Flag of Spain.svg Espanha, Pontevedra
Endereço Avenida Domingo Fontán
Coordenadas 42° 26' 12" N 8° 38' 30" O

HistóriaEditar

O pavilhão foi projectado pelo arquiteto Alejandro de la Sota em 1964[1]. Os trabalhos de construção começaram em 1965.[2] Foi inaugurado a 13 de julho de 1968 por Juan Antonio Samaranch,[3] Delegado Nacional para a Educação Física e Desporto. Um mês mais tarde, durante a celebração das festividades da Virgem Peregrina, realizou-se ali um concerto de Los Bravos, Los Silver Stones, Los Dobles e Karina com Los Pekes.[4] O pavilhão tornou-se operacional em 1969. A primeira grande competição a ser realizada foi a Copa Latina de Andebol, em Março de 1969.[3]

Desde a sua inauguração, o pavilhão tem acolhido concertos e diferentes espectáculos e eventos desportivos importantes, tais como o Campeonato Mundial de Andebol Junior em 1987 ou a Copa do Rei de Andebol em 2005.[3]

Em 2022, foi apresentado um projecto de melhoramento financiado pelo Conselho Superior do Desporto com a substituição do campo de jogo, a pavimentação do perímetro do edifício, a rectificação das rampas de acesso, bem como a renovação do corrimão exterior e do marcador desportivo para afixação de informações relativas ao tempo de jogo e a pontuação[1]. Além disso, serão instalados painéis solares no telhado para gerar energia para auto-abastecimento.[5]

O pavilhão recuperará também o desenho original de Alejandro de la Sota, substituindo o telhado acrescentado em 1986 por outro semelhante ao desenhado pelo arquitecto.[2].

DescriçãoEditar

É um exemplo notável da arquitetura espanhola contemporânea. De la Sota desenhou o interior do edifício como uma caixa inundada de luz, com uma estrutura elegante e delicada, que cria um efeito de leveza da malha espacial do telhado. Este é sustentado por mísulas, equilibradas como uma balança. Tem uma superfície plana e translúcida, como uma clarabóia. Em 2016 a Câmara Municipal de Pontevedra ordenou a renovação do telhado do pavilhão a fim de restaurar o aspecto original do exterior, que tinha sido modificado em 1986[6].

Todo este efeito foi revestido com painéis finos, que formaram o volume exterior do edifício. A fachada é constituída por grandes painéis pré-fabricados de concreto armado montados no local com uma espessura mínima. O edifício apresenta grande subtileza na concepção da carpintaria e pequenos elementos construtivos como rampas, corrimãos e parapeitos[7].

O edifício tem uma estrutura de betão armado e quatro torres laterais com escadas de acesso à parte superior. A fachada de betão pré-fabricado tem um acabamento característico de seixos.[8].

GaleriaEditar

Referências

BibliografiaEditar

  • Aganzo, Carlos (2010). Pontevedra. Ciudades con encanto. Madrid: El País-Aguilar. ISBN 978-8403509344 
  • López Torre, Rafael (2015): Filgueira Valverde. Crónica de una alcaldía (1959-1968), Concello de Pontevedra, DL: PO 314-2015 (em castelhano) .
  • VV. AA.: Arquitectura Moderna nas Astúrias, Galiza, Castilla y León. Ortodoxia, Márgenes y Transgresiones (1998), C. García Braña y F. Agrasar Quiroga Ed.ISBN 84-85665-31-7

Ver tambémEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Pavilhão Municipal de Desportos de Pontevedra

Outros artigosEditar

Ligações externasEditar