Pedra curativa

pseudomedicina

Como pedras curativas ou cristais de cura são denominadas substâncias inorgânicas ou fósseis, na maioria minerais, que apresentam efeitos curativos no tratamento de doenças como ansiedade [1] ou no bem-estar. Estas pedras podem ser colocadas na parte do corpo que necessite ser curada ou, alternativamente, como joalharia sendo capazes de ativar efeitos em quem as utilizar.

Aparato criado pelo médium João de Deus
Aparelho para comprar pedras de força (1 por pedra, Alemanha).
Pedras curativas à venda.

O uso de pedras curativas tornou-se popular com o surgimento da contracultura e do movimento New Age.[2] Antes disso, foram empregadas, entre outros, por diversos povos nativos dos Estados Unidos.[3]

Cristalterapia, cristaloterapia, às vezes também pedraterapia (massagem com pedras), são uma das formas da terapia alternativa que usam pedras curativas.

AlemanhaEditar

Numa sentença de 21 de agosto de 2008 (Az.: 327 O 204/08) do tribunal regional de justiça de Hamburgo (em alemão: Landgericht Hamburg) foi proibida a propaganda com pedras curativas. O tribunal considerou o contexto pedra com cura como concorrência desleal, diante da falta de provas científicas sobre os eventuais efeitos curativos, o que poderia enganar os consumidores destes produtos.[4]

Referências

  1. «Crystals For Anxiety». Healingcrystalsguide.org, 9 de agosto de 2019 
  2. The Skeptic's Dictionary: crystal power, acessado em 1 de julho de 2009
  3. Tolay Lake Park: Natural and Cultural History Arquivado em 3 de abril de 2008, no Wayback Machine., acessado em 1 de julho de 2009
  4. Escritório de advocacia Keller-Stoltenhoff, Keller, Münch, Petzold: Irreführend: Werbung mit „Heilsteinen“, acessado em 1 de julho de 2009
  Este artigo sobre saúde é um esboço relacionado ao Projeto Saúde. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.