Na arte um período é entendido como o espaço de tempo em que determinadas características de linguagem predominam. Dentro de um período estabelecem-se tendências, que ao se consolidar, passam a ser chamadas de estilos ou escolas.[1] A cultura ocidental identifica períodos, como: pré-histórico, antigo, medieval, moderno, contemporâneo, entre outros.

Os períodos artísticos, vistos em perspectiva, relacionam-se ao conjunto estilístico que os define e os caracteriza.[2] Não foi a chegada do ano 1.000 dC que determinou o período Românico, mas sim a retomada do estilo arquitetônico idealizado no período do império romano. Não foi a mítica presença de Helena de Troia que determinou o Helenismo, mas o fato de que por volta de 323 aC a 27 aC, a comunhão de uma série de características estilísticas, foi reunida em torno de seu nome.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Itaú cultural. «Enciclopédia de artes visuais». Consultado em 17 de setembro de 2012 
  2. Andrew Graham-Dixon (2012). Arte, o guia visual definitivo. [S.l.]: Publifolha. 612 páginas. p.36-37 

BibliografiaEditar

  • Chilvers, Ian. - Dicionário Oxford de Arte. São Paulo: Martins Fontes, 2001.
  • Wölfflin, H. - Conceitos fundamentais da história da arte. São Paulo: Martins Fontes, 1996.
  Este artigo sobre arte ou história da arte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.