Pero de Góis

Pero de Góis (século XVI) foi um administrador colonial português. A Capitania de São Tomé lhe foi doada pelo Rei João III de Portugal em 1537.

Pero de Góis
Governador da Capitania de São Tomé
Sucessor Gil de Góis da Silveira
Título(s) Capitão-mor da costa do Brasil
Nome completo Pero de Góis da Silveira
Morte 1554

Góis partiu de Lisboa, desembarcando no Brasil em 1538. Ao chegar fundou a Vila da Rainha (atualmente em São Francisco de Itabapoana) e começou uma plantação de cana-de-açúcar, entretanto devido a conflitos com tribos indígenas hostis como os Goitacases e os puris a região foi abandonada.[1]

Seu irmão, Luís de Góis, foi o primeiro a levar tabaco à Europa.

Foi ferido gravemente, vítima de um tiro de arcabuz, durante o assalto ao Entrincheiramento de Iguape.

BibliografiaEditar

Referências

  1. Paulo Paranhos. «Controvérsias sobre os primeiros tempos da capitania de São Tomé da Paraíba do Sul» (PDF). asbrap.org.br. Consultado em 1 de junho de 2020 
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.