Sonho Eterno

filme de 1935 dirigido por Henry Hathaway
(Redirecionado de Peter Ibbetson)
Peter Ibbetson
Cena do filme
No Brasil Amor sem Fim[1][2]
O Sonho Eterno[3][4]
Peter Ibbetson ou Amor sem Fim[5][6]
Sonho Eterno[7]
Em Portugal Sonho Eterno[8]
Sonhos Eternos[9]
 Estados Unidos
1935 •  p&b •  88 min 
Direção Henry Hathaway
Produção Louis D. Lighton
Roteiro Constance Collier
Vincent Lawrence
Edwin Justus Mayer
John Meehan
Waldemar Young
Baseado em Peter Ibbetson, romance de George du Maurier

Peter Ibbetson, peça de
John Nathaniel Raphael

Elenco Gary Cooper
Ann Harding
John Halliday
Ida Lupino
Douglass Dumbrille
Gênero drama fantástico-romântico
Distribuição Paramount Pictures
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Peter Ibbetson (bra/prt: Sonho Eterno) é um filme estadunidense de 1935, do gênero drama fantástico-romântico, dirigido por Henry Hathaway. Luis Buñuel e alguns outros o consideram "uma obra-prima"[10]. O roteiro é baseado na peça homônima, que fez sucesso na Broadway em 1917. Por sua vez, tanto a peça quanto o filme mudo Forever (1921) são adaptações do romance de George Du Maurier, publicado em 1891[11].

O diretor de fotografia Charles Lang utilizou filtros e películas especiais que deram um tom fantástico aos estranhos cenários naturais[12].

SinopseEditar

O arquiteto Peter Ibbetson é contratado pelo duque de Towers para um trabalho de restauração em sua propriedade. Quando chega, descobre que a Duquesa Mary é, na verdade, a sua namoradinha de infância. A velha chama é reacesa e o duque, com ciúmes, tenta atirar em Peter, porém é morto por este. Peter recebe a pena de prisão perpétua e começa a se comunicar espiritualmente com Mary através dos sonhos de ambos. Os anos passam, mas seu amor continua a ser alimentado dessa forma, até que morrem e se reencontram no Além.

ElencoEditar

Ator/Atriz Personagem
Gary Cooper Peter Ibbetson
Ann Harding Duquesa Mary
John Halliday Duque de Towers
Ida Lupino Agnes
Douglass Dumbrille Coronel Forsythe
Doris Lloyd Sra. Dorian
Gilbert Emery Wilkins
Donald Meek Sr. Slade

Principais prêmios e indicaçõesEditar

Prêmio Categoria Resultado
Oscar Melhor Trilha Sonora Indicado[13]

Ver tambémEditar

  A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. «Amor sem Fim». Rio de Janeiro. A Scena Muda: p. 26. 31 de março de 1936. Consultado em 6 de janeiro de 2019 
  2. «Amor sem Fim». Brasil: AdoroCinema. Consultado em 6 de janeiro de 2019 
  3. «A Paramount em evidência». Rio de Janeiro. Cinearte: p. 5. 15 de novembro de 1935. Consultado em 6 de janeiro de 2019 
  4. «O Sonho Eterno». Brasil: CinePlayers. Consultado em 6 de janeiro de 2019 
  5. «Os primeiros trunfos da Paramount». Rio de Janeiro. A Scena Muda: p. 33. 17 de março de 1936. Consultado em 6 de janeiro de 2019 
  6. «No mundo da tela». Rio de Janeiro. Correio da Manhã: p. 9. 17 de março de 1936. Consultado em 6 de janeiro de 2019 
  7. Souto, Gilberto (1 de janeiro de 1936). «Futuras estreias». Rio de Janeiro. Cinearte: p. 39. Consultado em 6 de janeiro de 2019 
  8. «Sonho Eterno». Portugal: CineCartaz. Consultado em 6 de janeiro de 2019 
  9. «Sonhos Eternos». Portugal: CineCartaz. Consultado em 6 de janeiro de 2019 
  10. http://www.allmovie.com/work/peter-ibbetson-105960/review
  11. EAMES, John Douglas, The Paramount Story, Londres: Octopus Books, 1985 (em inglês)
  12. Gomes de Mattos, Antonio Carlos (1991). Hollywood Anos 30. Rio de Janeiro: EBAL 
  13. «8.º Oscar - 1936». CinePlayers. Consultado em 6 de janeiro de 2019 
  Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.