Abrir menu principal
Polixena
Princesa de Hesse-Rotemburgo
Rainha Consorte da Sardenha
Reinado 3 de setembro de 1730
a 13 de janeiro de 1735
Predecessora Ana Cristina de Sulzbach
Sucessora Isabel Teresa de Lorena
 
Marido Carlos Emanuel III da Sardenha
Descendência Vítor Amadeu III da Sardenha
Leonor de Saboia
Maria Luísa de Saboia
Maria Felicidade de Saboia
Emanuel Felisberto, Duque de Aosta
Carlos, Duque de Chablais
Casa Hesse-Rotemburgo (por nascimento)
Saboia (por casamento)
Nome completo
Polixena Cristina Joana
Nascimento 21 de setembro de 1706
  Langenschwalbach, Hesse
Morte 13 de janeiro de 1735 (28 anos)
  Palácio Real de Turim, Turim, Sardenha
Enterro Basílica de Superga, Turim, Itália
Pai Ernesto Leopoldo, Conde de Hesse-Rotemburgo
Mãe Leonor de Löwenstein-Wertheim-Rochefort

Polixena Cristina Joana de Hesse-Rheinfels-Rotemburgo[1] (em alemão: Polyxena Christina Johanna ; Langenschwalbach, 21 de setembro de 1706Turim, 13 de janeiro de 1735) foi a segunda esposa de Carlos Emanuel III da Sardenha com quem se casou em 1724. Era a mãe do futuro Vítor Amadeu III da Sardenha, e foi rainha consorte da Sardenha de 1730, até sua morte, em 1735.

Índice

BiografiaEditar

FamíliaEditar

Nascida em Langenschwalbach, na atual Alemanha, era a segunda de dez irmãos; seu irmão mais velho, o conde José, viveu sempre como príncipe hereditário do pai e nunca tomou posse de Hesse-Rotemburgo; Sua irmã mais nova, a condessa de Carolina de Hesse-Rotenburgo foi uma das princesas propostas em casamento a Luís XV de França, mas casou-se posteriormente com o primo deste, o primeiro ministro da França, Luís Henrique, Duque de Bourbon.

Polixena, ainda jovem, foi proposta como esposa do recentemente viúvo Carlos Emanuel, Príncipe do Piemonte, desde que sua primeira esposa, Ana Cristina do Palatinado-Sulzbach, morreu em 1723 e deixou-o sozinho com um filho. Casaram-se por procuração em 23 de julho de 1724 e a cerimônia ocorreu em 20 de agosto de 1724 em Toruń.

Rainha da SardenhaEditar

O rei Vítor Amadeu II da Sardenha aproximou-se da família Hesse-Rotemburgo e propôs uma união entre Polixena e seu filho e herdeiro, Carlos Emanuel, Príncipe do Piemonte, após uma união orquestrada por Agostino Steffani com a filha de Reinaldo, Duque de Módena ter fallahdo.[2] Sua primeira esposa, a condessa Ana Cristina de Sulzbach, morreu em 12 de março de 1723, menos de um ano após seu casamento e apenas uma semana depois de dar à luz um filho, Vítor Amadeu, Duque de Aosta.[3]

Embora apenas dois anos mais jovem, Polixena era sobrinha da primeira esposa de Carlos Emanuel III,[3] e pertencia ao único ramo Católico Romano (desde 1652) da Casa de Hesse.[4][5]

O noivado foi anunciado em 2 de julho de 1724,[6] e ela casou-se com Carlos Emanuel por procuração em 23 de julho em Rotemburgo. O casamento foi celebrado pessoalmente em Toruń e em Chablais em 20 de agosto de 1724.[7]

Seu enteado Vítor Amadeu, herdeiro de seu pai e avô da coroa da Sardenha, morreu aos dois anos de idade, um ano após o casamento de Polixena. Tinha uma relação muito próxima com sua sogra, Ana Maria de Orleães, e os duas eram avidas frequentadoras da Villa della Regina fora da capital, onde Ana Maria morreu em 1728.

Quando o rei Vítor Amadeu anunciou sua decisão de retornar ao trono depois de ter abdicado em 1730, Polixena usou de sua influência sobre o marido[8] para manter seu pai preso no Castelo de Moncalieri, onde ele teve a companhia por um tempo de sua esposa morganática Anna Canalis di Cumiana, ex-dama de quarto de Polixena.[9]

Tendo estado doente desde junho de 1734, ela morreu no Palácio Real de Turim e foi enterrada primeiramente na Catedral de São João Batista e, mais tarde, em 1786, na Basílica de Superga, em Turim. Dois anos depois de sua morte, seu viúvo se casou com a princesa Isabel Teresa de Lorena,[10] irmã do futuro imperador Francisco I do Sacro Império Romano-Germânico.

LegadoEditar

O ramo sênior da Casa de Saboia terminou com seu neto Carlos Félix da Sardenha. A Villa Polissena em Roma é nomeada em sua homenagem.[11]

DescendênciaEditar

 
Filhos de Carlos Emanuel III, por Maria Giovanna Clementi em 1730. Esquerda para a direita: Leonor, Vítor Amadeu, Maria Felicidade e Maria Luísa.
Nome Nascimento Morte Notas[12]
Vítor Amadeu III da Sardenha 26 de junho de 1726 16 de outubro de 1796 Casou-se com Maria Antonieta Fernanda da Espanha, com descendência.
Leonor de Saboia 28 de fevereiro de 1728 14 de agosto de 1781 Nunca se casou ou teve filhos.
Maria Luísa de Saboia 25 de março 1729 22 de junho de 1767 Nunca se casou ou teve filhos.
Maria Felicidade de Saboia 19 de março 1730 13 de maio de 1801 Nunca se casou ou teve filhos.
Emanuel Felisberto, Duque de Aosta 17 de maio de 1731 23 de abril de 1735 Morreu Jovem.
Carlos, Duque de Chablais 23 de julho de 1733 29 de dezembro de 1733 Morreu Jovem.

AncestraisEditar

Títulos e estilosEditar

  • 21 de setembro de 1706 – 23 de julho de 1724: "Princesa Polixena de Hesse-Rheinfels-Rotemburgo"[13]
  • 23 de julho de 1724 – 3 de setembro de 1730: "Sua Alteza Real, a Princesa de Piemonte"
  • 3 de setembro de 1730 – 13 de janeiro de 1735: "Sua Majestade, a Rainha da Sardenha"

Referências

  1. Huberty 1976, pp. 108, 129, 146–147, 153–154.
  2. Timms. Colin: Polymath of the baroque: Agostino Steffani and his music, Oxford University Press US, 2003, p. 117
  3. a b Marek 2008.
  4. Huberty 1976, p. 75.
  5. Huberty 1976, p. 130.
  6. Storia politica, civile, militare della dinastia di Savoia dalle prime origini a Vittorio Emanuele II, Paravia, 1869, p. 266
  7. Vitelleschi. Marchese: The romance of Savoy, Victor Amadeus II. and his Stuart bride Volume II, Harvard College Library, New York, 1905, p. 488
  8. Vitelleschi. Marchese: The romance of Savoy, Victor Amadeus II and his Stuart bride. Volume II, Harvard College Library, New York, 1905, p. 497
  9. Symcox. Geoffrey: Victor Amadeus II: absolutism in the Savoyard State, 1675-1730, University of California Press, 1983, p. 229
  10. Bianchi, Nicomede. Le Materie Politiche Relative All'estero Degli Archivi Di Stato Piemontesi. Categoria, Reale Casa - Matrimoni. BiblioBazaar, LLC, 2009, p=472 ISBN 0-559-96349-1
  11. «Mafalda di Savoia». Santi, Beati e Testimoni. Consultado em 26 de agosto de 2010 
  12. C.E.D.R.E. Les Manuscrits du C.E.D.R.E.: Le Royaume d'Italie, volume II. Paris, 1993, pp. 212-214. (French). ISSN 0993-3964.
  13. Huberty 1976, p. 129.

BibliografiaEditar

  • Cantogno. Domenico Carutti di: Storia del regno di Carlo Emanuele III Turin, 1859
  • Symcox. Geoffrey: Victor Amadeus II: absolutism in the Savoyard State, 1675-1730, University of California Press, 1983, ISBN 978-0-520-04974-1
  • Huberty, Michel; Giraud, F. Alain; Magdelaine, F. & B (1976), L'Allemagne Dynastique (Tome I Hesse-Reuss-Saxe), ISBN 2-901138-01-2, Le Perreux: A. Giraud 
  • Marek, Miroslav (2008), «Rulers of Savoy and Sicily», Genealogy.EU, consultado em 29 de agosto de 2010 
  • Vitelleschi. Marchese: The romance of Savoy, Victor Amadeus II. and his Stuart bride Volume II, Harvard College Library, New York, 1905
Polixena de Hesse-Rotemburgo
Casa de Hesse-Cassel
Ramo da Casa de Hesse
21 de setembro de 1706 – 13 de janeiro de 1735
Precedida por
Ana Cristina de Sulzbach
Rainha Consorte da Sardenha
3º de setembro de 1730 – 13 de janeiro de 1735
Sucedida por
Isabel Teresa de Lorena
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Polixena de Hesse-Rotemburgo
  Este artigo sobre uma Rainha é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.