Polykarp Kusch

Polykarp Kusch (Blankenburg, 26 de janeiro de 1911Dallas, 20 de março de 1993) foi um físico alemão.

Polykarp Kusch Medalha Nobel
Nascimento 26 de janeiro de 1911
Blankenburg
Morte 20 de março de 1993 (82 anos)
Dallas
Nacionalidade Alemão, estadunidense
Cidadania Estados Unidos
Alma mater Universidade de Illinois em Urbana-Champaign, Case Western Reserve University
Ocupação físico, professor universitário
Prêmios Nobel prize medal.svg Nobel de Física (1955)
Empregador Universidade Columbia, University of Texas at Dallas
Orientador(es) Francis Wheeler Loomis
Orientado(s) Gordon Gould
Instituições Universidade do Texas em Dallas, Universidade Columbia
Campo(s) Física

Recebeu seu diploma de bacharel em física em 1931 a partir de Case Western Reserve University. A partir da Universidade de Illinois, recebeu seu mestrado em 1933 e seu doutorado em 1936.

Foi Nobel de Física em 1955, pela determinação precisa do momento magnético do elétron.

CarreiraEditar

Kusch então se mudou para a cidade de Nova York, onde, de 1937 e até sua saída para a recém-fundada Universidade do Texas em Dallas, passou grande parte de sua carreira como professor na Universidade de Columbia e serviu como reitor da universidade por vários anos. Ele trabalhou em estudos de ressonância de feixe molecular sob I. I. Rabi, então descobriu o momento magnético anômalo do elétron. Muitas medições de momentos magnéticos e estrutura hiperfina se seguiram. Ele se expandiu para a física química e continuou a publicar pesquisas sobre feixes moleculares. Durante sua gestão na Columbia, ele foi o supervisor de doutorado de Gordon Gould, o inventor do laser.[1]

Kusch foi membro da American Physical Society desde 1940[2] e da American Academy of Arts and Sciences desde 1959.[3]  Ele foi eleito membro da National Academy of Sciences em 1956.[1]

A esposa de Kusch, Edith, morreu em 1959 e, no ano seguinte, ele se casou com Betty Pezzoni. Eles tiveram duas filhas. Kusch House, um dormitório residencial para alunos de graduação na Case Western Reserve University em Cleveland, Ohio, no campus sul, leva o nome de Kusch. Ele está localizado na Carlton Road, em Cleveland Heights. A Universidade do Texas em Dallas possui o Polykarp Kusch Auditorium com uma placa. Sua viúva Betty morreu em 2003, aos 77 anos.[1]

ReferênciasEditar

Ligações externasEditar


Precedido por
Max Born e Walther Bothe
Nobel de Física
1955
com Willis Eugene Lamb
Sucedido por
William Bradford Shockley, John Bardeen e Walter Houser Brattain


  Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.