Popularismo

Popularismo é uma doutrina política democrática cristã centrista concebida por Don Luigi Sturzo que foi a base ideológica do Partido Popular Italiano (1919) e mais tarde da Democracia Cristã, o partido democrata-cristão italiano do pós-guerra de Alcide De Gasperi, que, em parte por causa de seu curso centrista de 1944 até o desmembramento da primeira República italiana em 1994, foi ininterrupto no poder e participou de ambas - e geralmente também liderou - coligações de centro-direita e centro-esquerda. É uma escola de pensamento distinta da esquerda cristã e das correntes mais conservadoras da democracia cristã distantes da direita cristã, posicionando-se como alternativa ao socialismo e ao liberalismo, anticomunista e antifascista e não deve ser confundido com populismo[1].

Don Luigi Sturzo, um dos principais teóricos da democracia cristã e expoente máximo do Popularismo.
Símbolo da Democracia Cristã.

Na democracia cristã, o uso do nome de Partido Popular é generalizado, tanto que os democratas-cristãos europeus decidiram nomear o Partido Popular Europeu como seu partido em 1976. "Popular" ou "do povo" neste contexto tem dois significados[2]. A primeira é a ideia de que os partidos democrata-cristãos devem tentar trabalhar em prol de uma política que seja para o bem de todos os membros da sociedade, em oposição a partidos que promovem o bem de um grupo específico (ou seja, classe)[2]. A segunda refere-se a uma sociedade onde as pessoas vivem numa espécie de harmonia e onde as pessoas e grupos se interessam e se preocupam uns com os outros[2].

A nível económico, o popularismo olha para a economia social de mercado derivada da doutrina social da Igreja Católica. Em última análise, baseia-se na cooperação e colaboração entre as classes sociais e não no antagonismo entre elas e na defesa da propriedade privada e do Estado de bem-estar. A defesa da liberdade económica de Don Sturzo no início dos anos 1950 contra o estatismo excessivo deve ser lembrada. Os seguidores desta teoria, especialmente nas suas encarnações dentro do Partido Popular Italiano (1919) e da Democracia Cristã, foram renomeados como "populares". A nível social, promoveu a constituição de cooperativas para melhorar a situação dos pequenos agricultores e dos autónomos[3].

Hoje, os partidos políticos de centro-esquerda e centro-direita na Itália reclamam o legado histórico do popolarismo de Don Sturzo.

Pelo mundoEditar

O Partido Popular Democrático Francês formado em 1924 foi ideologicamente inspirado pelo popularismo de Sturzo e o seu Partido Popular Italiano[4].

Ver tambémEditar

Referências

  1. «popu- - Word Information». wordinfo.info. Consultado em 10 de março de 2021 
  2. a b c «Define popularism | Dictionary and Thesaurus». web.archive.org. 3 de fevereiro de 2017. Consultado em 10 de março de 2021 
  3. «Popularismo, una risorsa per il futuro dell'Italia» (PDF). Ircocervo. Consultado em 10 de março de 2021 
  4. Barry, G. (29 de março de 2012). The Disarmament of Hatred: Marc Sangnier, French Catholicism and the Legacy of the First World War, 1914-45 🔗 (em inglês). [S.l.]: Springer