Abrir menu principal

Porto de Kobe

porto marítimo japonês
Porto de Kobe
Kobe no anoitecer

O Porto de Kobe é um porto marítimo japonês em Kobe, Hyogo, na região da grande Osaka, cercada pela região industrial de Hanshin.

Localizada ao pés da cadeia do Monte Rokko, as terras planas são limitas e as construções de ilhas artificiais têm sido levadas a cabo para fazer a Port Island, Iha de Rokko, e ilha do Aeroporto de Kobe entre outras.

Índice

HistóriaEditar

No século X, Taira no Kiyomori renovou o Ōwada no Tomari (大輪田泊?) e mudou-o para Fukuhara (福原?), a capital recém-criada perto do porto.

Na idade média, o porto era conhecido como {Nihongo|Hyogo no Tsu|兵庫津}}.

Em 1858, o Tratado de Amizade e Comércio abriu o Porto de Hyogo para o exterior.

Após a Segunda Guerra Mundial, os pilares foram ocupados pelas Forças Aliadas, mais tarde pelo United States Forces Japan (retornando em 1974).

Na década de 1970 o porto se impulsionou e passou a trabalhar com o maior número de contêineres do mundo. Ele foi o porto mais movimentado do mundo de 1973 a 1978.[1]

O grande terremoto Hanshin de 1995 diminuiu muito da importância da cidade portuária quando ele destruiu e interrompeu muitas de suas instalações e serviços, causando aproximadamente dez trilhões de ienes ou $ 102,5 bilhões de prejuízos, 2,5% do PIB do Japão na época. A maior parte das perdas não eram seguradas, sendo que apenas 3% das propriedades na região de Kobe era coberta por seguro contra terremotos, comparando com 16% em Tóquio. Kobe foi um dos portos mais movimentados do mundo antes do terremoto, mas apesar da reforma e reconstrução, ele nunca recuperou seu status anterior como principal porto de carga do Japão. Ele permanece como o quarto porto que mais movimenta contêineres no Japão.[2]

InstalaçõesEditar

 
Container
 
Harborland – Região do Parque Meriken com o navio de cruzeiro Nautica.
  • Ancoradouro de contêineres: 34
  • Área: 3.89 km²
  • Max draft: 18 m

Instalações de lazer para o públicoEditar

Serviços de passageirosEditar

Porto de cruzeirosEditar

 
Navio de cruzeiro Amsterdam deixando Kobe.

Kobe também recebe alguns navios de cruzeiro. As linhas de cruzeiro que trabalham no porto são, por exemplo, a Holland America Line e Princess Cruise Line. No verão de 2014, o Princess expandirá seu mercado em Kobe, quando o navio Sun Princess passará a navegar viagens de 8 dias pela Ásia a partir do porto. Esses cruzeiros do Sun Princess são uma parte da contribuição de $ 11 bilhões da Princess Cruises para o país, onde a companhia ira também navegar a partir de Otaru, Hokkaido, com sua base sendo atualmente em Yokohama.

Portos-irmãosEditar

Referências

  1. «Cópia arquivada» (PDF). Consultado em 24 de outubro de 2014. Arquivado do original (PDF) em 27 de outubro de 2007 
  2. American Association of Port Authorities Arquivado em 21 de dezembro de 2008, no Wayback Machine. - "World Port Rankings 2006", acessado em 15 de abril de 2008.

NotasEditar

Ligações externasEditar

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Porto de Kobe