Abrir menu principal

Posse de Michel Temer

Posse de Michel Temer
Michel Temer presta juramento no plenário do Congresso, ao tomar posse como presidente da República Federativa do Brasil.
Participantes Presidente do BrasilMichel Temer
Assumindo o cargo
Localização Brasil Brasília: Congresso Nacional
Data 31 de agosto de 2016

A posse de Michel Temer como presidente da República Federativa do Brasil aconteceu no dia 31 de agosto de 2016. Ele foi empossado em definitivo após exercer interinamente o cargo após pouco mais de três meses[1]. A posse ocorreu após o processo de impeachment de Dilma Rousseff[2].

A cerimônia começou pouco depois das 16 horas (horário local), no plenário do Congresso Nacional, em Brasília, e foi presidida pelo então presidente do Senado, Renan Calheiros. Após ler o compromisso constitucional e assinar o livro de posse, foi ouvido o hino nacional na execução da banda dos fuzileiros navais[3].

CoberturaEditar

No mesmo dia em que destituiu Dilma do cargo, o Congresso brasileiro convocou o vice-presidente Temer - que estava há 111 dias no exercício do cargo em virtude do afastamento da petista no âmbito do processo de impeachment - para tomar posse definitiva do cargo. A solenidade ocorreu horas após o fim do procedimento[4].

A posse teve início por volta das quatro horas da tarde (horário local), com sua chegada ao Palácio do Congresso Nacional. Um grande número de políticos e simpatizantes recepcionou-o na chapelaria, o que levou a uma porta ser quebrada. No plenário do Senado, Temer leu o termo de posse: "Prometo manter, defender e cumprir a Constituição da República, observar as suas leis, promover o bem geral do povo brasileiro, sustentar a união, a integridade e a independência do Brasil." Após a leitura, o presidente assinou o termo de posse, que foi sucedido pela execução do Hino Nacional Brasileiro pela banda dos fuzileiros navais. A solenidade durou apenas 11 minutos, e não teve discurso de posse[5]. O novo presidente, que já tinha uma viagem agendada[6], preferiu discursar à nação em cadeia de rádio e televisão[7].

Referências

  1. «Temer assume presidência em definitivo após 3 meses como interino». Jornal do Commercio. 31 de agosto de 2016. Consultado em 2 de março de 2018 
  2. «Dilma Rousseff é cassada pelo Senado». DW. 31 de agosto de 2016. Consultado em 2 de março de 2018 
  3. Isabel Braga e Letícia Fernandes (31 de agosto de 2016). «Temer toma posse como presidente da República». O Globo. Consultado em 2 de março de 2018 
  4. «Michel Temer toma posse às 16h no Senado». Exame. 31 de agosto de 2016. Consultado em 2 de março de 2018 
  5. Garcia, Gustavo (31 de agosto de 2016). «Em cerimônia de 11 minutos, Temer é empossado presidente da República». G1. Consultado em 2 de março de 2018 
  6. Costa, Flávio (31 de agosto de 2016). «Após tomar posse, Temer viaja e Maia assume interinamente a Presidência». UOL. Consultado em 2 de março de 2018 
  7. Matoso, Filipe (31 de agosto de 2016). «Em 1ª fala na TV, Temer defende reforma previdenciária e trabalhista». G1. Consultado em 2 de março de 2018 

Ligações externasEditar