Abrir menu principal

Praça do Relógio (Taguatinga)

Vista parcial da Praça do Relógio, no centro de Taguatinga
Disambig grey.svg Nota: Para outras praças com nome semelhante, veja Praça do Relógio.

A Praça do Relógio é uma praça situada no centro de Taguatinga, no Distrito Federal. Nela fica a Administração Regional de Taguatinga e a Estação Praça do Relógio do Metrô do Distrito Federal.[1] Possui banheiro público aberto das 6:00 às 22:00 e um ponto de táxi.

Muitos habitantes reclamam da falta de segurança e dos assaltos na área.[2] Para coibi-los, a administração regional prometeu a instalação de um posto policial no início de julho de 2009,[2] sendo mais uma vez anunciado pela ocasião da inauguração da fonte luminosa em março de 2010,[3] mas somente concretizado em abril de 2012, com a inauguração do Posto Comunitário de Segurança (PCS 127).[4] Alguns moradores reclamam também da falta constante de policiais no posto.

RelógioEditar

O obelisco e relógio que deu o nome à praça foi doado pela Citizen Watch Co. em 22 de Dezembro de 1970 após a visita do presidente internacional da companhia, Dr. Eiichi Yamada em 22 de Agosto de 1970. Foi restaurado em 5 de maio de 2008 por ocasião das comemorações do cinquentenário da fundação de Taguatinga.

Consiste numa coluna de concreto de seção hexagonal transversal com aproximadamente 15m de altura e abaixo do topo possui um relógio de quatro faces dentro de uma estrutura de concreto quadrada.[5] O relógio tocaria badaladas a cada hora, e uma badalada a cada 15 minutos, porém a falta de manutenção impede o funcionamento perfeito e constante do relógio.

  • Autor do projeto: Eng. Adail Dalla Bernardina
  • Construtor: Eng. Roper de Souza Nogueira

O Relógio foi tombado como patrimônio cultural e artístico do Distrito Federal pelo Decreto nº 11.823 de 18 de Setembro de 1989.[5]

Fonte luminosaEditar

 
Fonte luminosa

Uma fonte luminosa foi construída ao redor do Relógio da praça. Inaugurada em 18 de março de 2010,[6] consiste em dois tanques com chafarizes, toca música, e a água executa movimentos de acordo com a música e as cores das luzes emitidas a cada instante.[7]

  • Autor do projeto: Eng. Silvio Santos
  • Construtora: Euroatlântica.[6] [nota 1]

Referências

  1. «Praça do Relógio Taguatinga». Wikimapia. Consultado em 24 de julho de 2009 
  2. a b «Jornal Tribuna do Brasil». Consultado em 26 de junho de 2009 [ligação inativa]
  3. Moura, Aluisio (17 de março de 2010). «Deixando de lado as más notícias…». Blog Sobretudo.Ceilância. Consultado em 23 de março de 2010 
  4. Oliveira, Alessandro; Assunção, Anderson (26 de abril de 2012). «Inauguração do PCS 127 na Praça do Relógio». Polícia Militar do Distrito Federal. Consultado em 29 de abril de 2013 
  5. a b «SEC - Secretaria de Estado de Cultura». Consultado em 21 de maio de 2005. Arquivado do original em 21 de maio de 2005  |accessodata= e |acessodata= redundantes (ajuda)
  6. a b c Moura, Aluisio (19 de março de 2010). «Visível escuridão». Blog Sobretudo.Ceilância. Consultado em 23 de março de 2010 
  7. Monaco, Rafael (repórter); Ávila, Josuel (cinegrafista) (17 de março de 2010). «Citados no inquérito do STJ estão à frente de empresa que vai fazer obra em Taguatinga». dftv.globo.com. Consultado em 23 de março de 2010. Arquivado do original em 20 de dezembro de 2009 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Praça do Relógio (Taguatinga)

Notas

  1. A Euroatlântica é representada no Distrito Federal por Sérgio Domingos, que com Silvio Domingos, autor do projeto de engenharia, são filhos do deputado distrital Benedito Domingos, autor da proposta de construção da fonte.[6]