Abrir menu principal

Proibido Proibir

filme de 2006 dirigido por Jorge Durán
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde novembro de 2011).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Proibido Proibir
 Brasil /  Chile
2006 •  cor •  100 min 
Direção Jorge Duran
Produção Jorge Duran
Suzana Amado
Adrián Solar
Produção executiva Suzana Amado
Roteiro Jorge Duran
Dani Patarra
Elenco Caio Blat
Maria Flor
Alexandre Rodrigues
Edyr Duqui
Género drama
Direção de arte José Joaquim Salles
Direção de fotografia Luís Abramo
Figurino Anna Catanhede
Joana Ribas
Edição Pedro Duran
Distribuição RioFilme
Idioma português

Proibido Proibir é um filme brasilo-chileno de 2006, do gênero drama, dirigido por Jorge Duran.

Índice

SinopseEditar

Paulo é um estudante de medicina que divide uma quitinete com Leon, seu melhor amigo e estudante de sociologia. Leon namora Letícia, mas ela e Paulo se apaixonam. O trio tenta ajudar Rosalina, uma paciente terminal que está no Hospital Universitário, a rever os filhos, que não a visitam há bastante tempo. Ao tentar salvar Cacauzinho, um dos filhos de Rosalina, Leon é ferido em um tiroteio. Letícia consegue resgatá-lo, mas para que Leon sobreviva Paulo terá que operá-lo em sua própria casa.

ElencoEditar

Prêmios e indicaçõesEditar

Festival de Biarritz 2006

Festival de Huelva 2006

  • ESPANHA - Prêmio Melhor Roteiro Original / Melhor Diretor Ópera Prima

Festival de Havana 2006

  • CUBA - Prêmio Especial do Júri

Festival Internacional de Cinema de Viña del Mar 2006

  • CHILE - Prêmio Melhor Filme / Melhor Diretor

Festival Internacional de Cinema de Valdivia 2006

  • CHILE - Melhor Diretor

Festival de Santa Maria da Feira 2006

  • PORTUGAL - Prêmio Melhor Ator: Caio Blat

Festival de Quito 2006

  • EQUADOR - Prêmio Menção do Júri

Festival de Goiânia

  • Melhor Filme / Melhor Montagem: Pedro Durán / Melhor Ator: Alexandre Rodrigues

Festival do Rio 2006

  • Première Brasil

Mostra Internacional de Cinema de São Paulo 2006

  • Seleção Oficial

Margarida de Prata 2006

  • Melhor Filme de Ficção, pela CNBB

Festival de San Sebastián 2005

  • Prêmio Cine en Construcción 2005 / Prêmio Signis de Ajuda à Finalização / Festival de San Sebastian

Festival de Valenciennes (2006)

  • Prêmio Especial do Júri

Festival de Marselha (2006)

  • Melhor Atriz: Edyr Duqui / Prêmio da Juventude: Melhor Filme / Prêmio do Público: Melhor Filme

Festival Hispano-Americano de Coprodução 2006

  • BRASIL - Melhor Filme

Festival Internacional de Utrecht

  • Prêmio do Público ao Melhor Filme

Festival de Cinema Brasileiro de Miami (2007)

  • Melhor Direção / Melhor Ator: Caio Blat / Melhor Filme

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.