Puma GTS

Automóvel conversível da marca Puma, com carroceria em fibra em vidro e mecânica Volkswagen, produzido no Brasil entre 1973 e 1980.

Puma GTS
PumaGTS.jpg
Visão geral
Produção 1973-1981
Fabricante Puma
Modelo
Classe Desportivo
Carroceria Cabriolet
Ficha técnica
Motor Boxer 1,6l
Transmissão Manual: 4 + ré
Modelos relacionados Puma GTE
Dimensões
Comprimento 4.000
Entre-eixos 2.150
Largura 1.665
Altura 1.200
Tanque 40
Cronologia
Puma Spyder
Puma GTC

O volume de produção do GTS foi de 7.077 unidades.

Da mesma forma que o Puma GTE (do qual é derivado) foi exportado para vários paises.

HistóricoEditar

  • 1973 – É lançado o modelo Puma GTS, Utilizando a mesma plataforma do GTE e Spyder, modelo ao qual veio substituir. O GTS é uma reestilização de seu antecessor;
  • 1976 – O modelo sofre uma reestilização e troca da plataforma, a traseira passa a ser mais alta e a plataforma passa a ser do VW Brasília, acompanhando o GTE. Este é o modelo de maior sucesso do Puma GTS;

Ficha TécnicaEditar

MotorEditar

  • Motor de combustão interna, 4 tempos, 4 cilindros opostos, dispostos 2 a 2 horizontalmente (boxer). Montado na parte traseira do veículo (refrigeração a ar).
  • Motor 1600: 1584 cm³, 70HP (52,2 KW) e 12,3kgm.

DesempenhoEditar

  • 0 a 100 km/h em 15 segundos;
  • Aproximadamente 155 km/h;
  • 13,1 km/l em média.

Ver tambémEditar

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre automóveis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.