Pyotr Lebedev

Pyotr Nikolaevich Lebedev (em russo: Пётр Николаевич Лебедев; Moscou, 24 de fevereiro de 18661 de março de 1912) foi um físico russo. Seu nome é também transliterado como Peter Lebedew[1] e Peter Lebedev.[2]

Pyotr Lebedev
Conhecido(a) por Demonstração da pressão de radiação
Nascimento 24 de fevereiro de 1866
Moscou, Império Russo
Morte 1 de março de 1912 (46 anos)
Moscou, Império Russo
Residência Rússia
Nacionalidade Russo
Orientador(es) August Kundt
Instituições Universidade Estatal de Moscou
Campo(s) Física

Obteve um doutorado no período de 1887 a 1891 na Universidade de Estrasburgo, orientado por August Kundt. Em 1891 começou a trabalhar na Universidade Estatal de Moscou no grupo de Aleksandr Stoletov, onde conduziu seus mais famosos estudos experimentais sobre ondas eletromagnéticas. Foi o primeiro a medir a pressão da luz sobre um corpo sólido em 1899. Sua descoberta foi anunciada no World Physics Congress em Paris em 1900, que foi a primeira confirmação quantitativa das equações de Maxwell.[1] Em 1901 tornou-se professor da Universidade Estatal de Moscou, deixando a universidade em 1911, protestando contra a política do ministro da educação. No mesmo ano recebeu um convite para um cargo de professor em Estocolmo, que rejeitou. Morreu no ano seguinte.

O Instituto de Física Lebedev em Moscou e a cratera lunar Lebedev são denominadas em sua memória.

Referências

  1. a b Lebedew, P. (1901). «Untersuchungen über die Druckkräfte des Lichtes». Annalen der Physik. 311 (11): 433–458. Bibcode:1901AnP...311..433L. doi:10.1002/andp.19013111102 
  2. Stavrou, T. G., ed. (1969). Russia Under the Last Tsar. [S.l.]: University of Minnesota Press. p. 170. ISBN 978-0816605149