Abrir menu principal
Portal da Quinta do Casalinho

A Quinta do Casalinho é uma propriedade de 23,6 hectares localizada a 16,7 Km da foz do Rio Douro, na freguesia de Olival, a Sul da Quinta do Ferraz, com a qual confronta. Situa-se próximo da antiga Estrada Nacional 222, confrontando com o arruamento principal que conduz ao Lugar de Arnelas.

A quinta pertencia, nos princípios do século XVIII, aos Condes da Feira. Mais tarde foi seu proprietário, Eduardo Freire, Capitalista, agraciado em 1901 por El-Rei D. Carlos I, com o título de Barão do Casalinho[1].

CaracterísticasEditar

Possui uma pequena capela e um portal em cantaria, voltado para a Estrada de Arnelas. A área habitacional da quinta, hoje abandonada, é composta por um pátio em forma rectangular, à cota baixa, onde assentam a casa e a capela, esta última voltada a Sul e isolada da casa. Existe ainda uma eira, que forma outra plataforma, voltada para os antigos campos de lavoura.

A restante área da quinta encontra-se maioritariamente florestada como pinheiros e eucaliptos, que fazem face aos declives acentuados da propriedade, travando a erosão da encosta. A propriedade é ainda atravessada por um pequeno curso de água, sendo que cerca de metade da sua área é abrangida pela Estrutura Ecológica Fundamental. Parte dela está também classificada como Reserva Ecológica Nacional.[2]

Referências