Quinto Cecílio Metelo Crético Silano

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Quinto Cecílio Metelo.
Quinto Cecílio Metelo Crético Silano
Cônsul do Império Romano
Consulado 7 d.C.

Quinto Cecílio Metelo Crético Silano (em latim: Quintus Caecilius Metellus Creticus Silanus), nascido Júnio Silano (em latim: Iunius Silanus), foi um político romano eleito cônsul em 7[1] e governador da Síria entre 13 e 17[2]. Silano era filho biológico de Marco Júnio Silano e foi adotado por Quinto Cecílio Metelo, um descendente do optimate Quinto Cecílio Metelo Crético[2].

HistóriaEditar

Silano era ligado a Germânico, o herdeiro de Tibério, através de sua filha, que foi, por um tempo, noiva do filho dele, Nero[3]. Já no final de seu mandato na Síria, Vonones tomou o trono da Reino da Armênia, um reino cliente de Roma, mas ele era impopular com o vizinho Império Parta, o que aumentou o risco de uma guerra. Tibério, que não queria o conflito, ordenou que Silano convocasse Vonones até sua corte na Síria em 16. Ao chegar, ele foi colocado sob vigilância, mas pôde manter sua corte e seu título[4].

Logo depois, Silano foi convocado de volta a Roma por Tibério para permitir que Cneu Calpúrnio Pisão assumisse o governo da Síria[3].

Sabe-se que Silano adotou um filho de Marco Escribônio Libão Druso (m. 16), um neto de Pompeu e parente da família imperial, que adotou o nome de Quinto Cecílio Druso Libão[5].

Ver tambémEditar

Cônsul do Império Romano
 
Precedido por:
'Marco Emílio Lépido

com Lúcio Arrúncio
com Lúcio Nônio Asprenas (suf.)

Quinto Cecílio Metelo Crético Silano
7

com Aulo Licínio Nerva Siliano
com Lucílio Longo (suf.)

Sucedido por:
'Marco Fúrio Camilo

com Sexto Nônio Quintiliano
com Lúcio Aprônio (suf.)
com Aulo Víbio Hábito (suf.)


Referências

  1. Sherk, Robert K. (1984). Rome and the Greek East to the death of Augustus. [S.l.]: Cambridge University Press. 160 páginas. ISBN 978-0-521-27123-3 
  2. a b Swan, Peter Michael (2004). The Augustan succession: an historical commentary on Cassius Dio's Roman history, Books 55-56 (9 B.C.-A.D. 14). [S.l.]: Oxford University Press. 203 páginas. ISBN 978-0-19-516774-0 
  3. a b Tácito, Anais 2.43
  4. Tácito, Anais 2.4
  5. Pettinger (2012), p. 42.

BibliografiaEditar