Abrir menu principal

Região Geográfica Intermediária de Lábrea

Região Geográfica Intermediária de Lábrea
Divisão regional do Brasil
Localização
Características geográficas
Unidade federativa  Amazonas
Regiões geográficas
imediatas
Lábrea
Manicoré
Regiões limítrofes Cruzeiro do Sul
Manaus
Parintins
Porto Velho
Rio Branco
Sinop
Tefé
Área 427 261,094 km² 2018
População 287 027 hab. est. 2018
Densidade 0,67 hab./km²
Cidade mais
populosa
Manicoré

A Região Geográfica Intermediária de Lábrea é uma das quatro regiões intermediárias do estado brasileiro do Amazonas e uma das 134 regiões intermediárias do Brasil, criadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2017.[1] É composta por 9 municípios, distribuídos em duas regiões geográficas imediatas.

Sua população total estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para 1º de julho de 2018 é de 287 027 habitantes, distribuídos em uma área total de 427 261,094 km².[2]

Manicoré é o município mais populoso da região intermediária, com 54 907 habitantes, de acordo com estimativas de 2018 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).[3]

Regiões geográficas imediatasEditar

Região geográfica imediata Municípios População
Estimativa 2018
Área (km²)
Manicoré Apuí
Humaitá
Manicoré
Novo Aripuanã
155 728 176 846,376
Lábrea Boca do Acre
Canutama
Lábrea
Pauini
Tapauá
131 299 250 414,718
Total
9
287 027
427 261,094

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Divisão Regional do Brasil». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 2017. Consultado em 9 de fevereiro de 2019. Cópia arquivada em 1 de setembro de 2017 
  2. «Áreas dos municípios brasileiros em 1º de julho de 2018». Área dos Municípios 2018. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2018. Consultado em 29 de maio de 2019 
  3. «Estimativas populacionais para os municípios brasileiros em 1º de julho de 2018 - Manicoré». Estimativa populacional 2018. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2018. Consultado em 9 de fevereiro de 2019 

Ligações externasEditar