Abrir menu principal

A obra Registros do Historiador, também conhecida pelo nome chinês Shiji (chinês simplificado: 史记 ; chinês tradicional: 史記 ; pinyin: Shǐjì), escrita de 109 a.C. a 91 a.C., foi a obra prima de Sima Qian, na qual ele descreveu a história chinesa, da época do mítico Imperador Amarelo até a sua própria época. Sendo considerado o primeiro texto sistemático a respeito da história chinesa, influenciou tremendamente a historiografia e a prosa na China, sendo comparável a Heródoto e sua Historiai.

Primeira página do Shiji.

Os 130 capítulos de texto classificam todas as informações em várias categorias:

  • 70 capítulos de Lièzhuàn (列傳) contendo todas biografias do figuras importantes incluindo Lao Zi, Mozi, Sun Tzu e Jīng Kē.
  • 8 capítulos de Shū (書), com registros econômicos e culturais dos períodos tratados no livro.
  • 10 capítulos de Biǎo (表), uma cronologia de eventos.

Diferente de subseqüentes textos históricos oficiais que adotaram a doutrina confucionista, que proclamavam os direitos divinos dos imperadores, a obra de Sima Qian é muito mais liberal e objetiva. A maioria dos capítulos de Lièzhuàn são descrições aprofundadas de eventos e personagens.

ReferênciasEditar

  • Ssu ma Ch’ien. The Grand Scribe’s Records I: the basic annals of pre-Han China Bloomington: Indiana University Press. 1994.
  • Ssu ma Ch’ien. The Grand Scribe’s Records VII: the memoirs of pre-Han China Bloomington: Indiana University Press. 1994.

Ligações externasEditar