Reino de Sussex

Reino de Sussex
Blank.png
Blank.png
477 — 860[1][2] 
Wyvern of Wessex.svg
Britain peoples circa 600-pt.svg
Região Bretanha
Capital Chichester
Países atuais Inglaterra

Língua oficial Anglo-saxão
Religião Catolicismo romano

Forma de governo Monarquia
Rei
• c. 477–514?  Ela (primeiro)
• fl. 765-780  Etelvaldo (último)

Período histórico Idade Média
• 477  Fundação por Ela
• 860[1][2]  Conquista pelo Reino de Wessex

O Reino de Sussex ou Reino da Anglo-Saxônia Meridional (Suth Seaxe ou South Saxons em inglês, "saxões meridionais") foi um Estado anglo-saxão da Grã-Bretanha que compunha a chamada Heptarquia. Seus limites coincidiam em linhas gerais com o anterior Reino dos Regini e o posterior condado de Sussex.

Como é o caso dos demais integrantes da Heptarquia, poucos registros sobrevivem a respeito do Reino de Sussex. Conforme um relato tradicional da Crônica Anglo-Saxã, em 477 um certo Ælle liderou o desembarque de invasores saxões num local chamado Cymenes ora e derrotou os habitantes. Outra batalha num lugar chamado Mearcredes burne está registrada no ano de 485. Ælle é o primeiro rei do povo invasor descrito pelo Venerável Beda, embora os historiadores atribuam pouco crédito a esta parte da Crônica devido ao lapso de tempo entre os eventos e o seu registro, alguns séculos mais tarde.

É provável que, na segunda metade do século VIII, Offa já houvesse anexado o reino à Mércia, pois diversas pessoas que haviam usado o título de rei do Sussex agora assinavam na qualidade de duque.

Em 825, os saxões meridionais sujeitaram-se a Egberto de Wessex, permanecendo Sussex nas mãos dos reis de Wessex desde então.

Referências

  1. Higham 2013, p. 245.
  2. Kirby 2000, p. 169.