Rennes

Comuna francesa

Rennes (em bretão Roazhon; em latim: Condate, Civitas Redonum) é uma comuna francesa na região administrativa da Bretanha, no departamento Ille-et-Vilaine. Rennes tinha 209 860 habitantes intramuros em 2012, sendo, portanto, a maior cidade da Bretanha, a segunda das regiões do noroeste francês, a terceira do arco atlântico francês e, por fim, a décima primeira comuna mais populosa de França.[2] A sua área urbana, que contava com 690 467 habitantes em 2012, é a décima a nível nacional.[3]

Rennes
  Comuna francesa França  
Parlement de Bretagne-2006.jpg
Símbolos
Bandeira de Rennes
Bandeira
Brasão de armas de Rennes
Brasão de armas
Localização
Rennes está localizado em: França
Rennes
Localização de Rennes na França
Coordenadas 48° 06' 53" N 1° 40' 46" O
País  França
Região COA fr BRE.svg Bretanha
Departamento Blason departement Ille-et-Vilaine.svg Ille-et-Vilaine
Administração
Prefeito Nathalie Appéré; 2014-2020
Características geográficas
Área total 50,39 km²
População total (2018) [1] 221 898 hab.
Densidade 4 403,6 hab./km²
Altitude 30 m
Código Postal 35000, 35200, 35700
Código INSEE 35238
Sítio http://metropole.rennes.fr/

Além disso, Rennes é uma grande cidade estudantil. Efetivamente, em 2012, era a oitava cidade universitária contando com 63 000 estudantes.[4]

Ainda em 2012 também foi considerada a melhor cidade para viver em França de acordo com a classificação feita pela revista L’Express.[5]

GeografiaEditar

LocalizaçãoEditar

Rennes situa-se na região da Bretanha, no noroeste da França, a cerca de 349 km de Paris.[6] Também se situa no ponto de junção da ligação Mancha-Atlântico constituída pelo rio Vilaine e pelo canal de Ille-et-Rance. Consequentemente, as atividades do porto marítimo de Nantes-Saint-Nazaire e do de Saint-Malo são facilmente acessíveis. É importante referir que a cidade está mais próxima da costa do departamento da Mancha (64 km) que do Oceano Atlântico (90 km).

ClimaEditar

O clima em Rennes é temperado oceânico com um inverno ameno, um verão quente e precipitações anuais inferiores a 700mm. Sendo assim, este local é um dos menos húmidos da região da Bretanha. Rennes conta com 1761 horas de luz solar anuais e, em média, cai neve 5 dias por ano.

Evolução demográficaEditar

Censo populacional

UrbanismoEditar

 
O sul de Rennes

HabitaçãoEditar

Em 1999, Rennes tinha 99 462 habitações.[7] Existem poucas construções novas, pois, nessa altura, apenas 15,6% das residências tinham sido construídas após 1990 e 18,7% antes de 1949. Existem 22 516 moradias sociais, ou seja 22,6% do número total de habitações em 1999. Isto significa que a cidade respeita o artigo 55 da lei relativa à solidariedade e à renovação urbana de dezembro de 2000 que determina que nas comunas maiores 20% dos alojamentos devem ser sociais. Note-se ainda que a maioria das habitações possui quatro (39%) ou três (23,7%) divisões. Os pequenos alojamentos representam 17,1% dos imóveis. Além disso, as habitações estão bem equipadas, sendo que 98,5% possuem aquecimento central e 52,5% garagem ou parque de estacionamento.

Espaços verdesEditar

 
Parque Oberthur

A cidade compreende 811 hectares de espaços verdes cuidados, isto é 15% da superfície da cidade, sendo que 48% são parques, terrenos de desporto ou centros recreativos.[8] Os mais conhecidos são:

  • o Parque Oberthür;
  • o Parque Thabor;
  • o Centro recreativo Gayeulles;
  • o Parque Bréquigny;
  • o Centro recreativo de Landes d’Apigné e de Prévalaye.

Rennes foi recompensada em 2007 com três flores no concurso das cidades e aldeias floridas que promove o desenvolvimento de espaços verdes.[9]

Cultura e patrimónioEditar

 
Porte Modelaise, ponto turístico situado no centro de Rennes.

Património arquiteturalEditar

Rennes faz parte da rede francesa de Cidades e terras de Arte e História.[10] Oitenta e cinco edifícios ou parte deles são classificados como monumentos históricos, nomeadamente as fachadas dos edifícios mais antigos da cidade que estão sujeitos a regras específicas.

Património religiosoEditar

O património religioso de Rennes é muito rico; entre as principais construções encontra-se, no centro da cidade, a Catedral Saint-Pierre de Rennes de estilo neoclássico, uma das nove catedrais históricas da Bretanha.

Também no centro está localizada a Basílica Saint-Saveur protetora da cidade.

 
Notre-Dame-en-Saint-Melaine y parque Thabor

Na praça Sainte-Anne, uma das praças mais conhecidas, situa-se o convento dos Jacobinos (Couvent des Jacobins). Esta antiga capela gótica do Hospital Saint-Yves é, atualmente, um museu que expõe a evolução de Rennes e também acolhe o posto de turismo da cidade.

A catedral Notre-Dame-en-Saint-Melaine, antiga abadia, também se situa num local bem famoso junto ao parque do Thabor. Na realidade, o atual parque é o antigo jardim dos monges. A torre e o transepto da antiga abadia beneditina de Saint-Melaine são do século XI, no entanto tem arcos góticos que são do século XIV e uma torre encimada por uma virgem dourada.

Já na parte nova da cidade situa-se a igreja Saint-Germain. A antiga paróquia é um edifício de estilo gótico que data essencialmente dos séculos XV e XVI.

A igreja Sainte-Thérèse, de estilo art déco, foi construída entre 1932 e 1936 pelo arquiteto Hyacinthe Perrin e decorada com mosaicos de Isidore Odorico.[11] No dia 23 de setembro de 2011, a igreja foi destruída por um incêndio e teve de ser completamente restaurada. Reabriu no dia 12 de dezembro de 2004.[12]

Muitos outros edifícios, principalmente católicos, formam o património religioso de Rennes: as igrejas Saint-Étienne, Saint-Hélier, a basílica Notre-Dame-de-Bonbe-Nouvelle, a capela Carmes, entre outros.

Património industrial e comercialEditar

As construções do fim do século XIX e início do século XX representam um património imobiliário rico. O passado industrial da cidade é, contudo, menos importante que o de outras cidades de Ille-et-Vilaine, tais como Fougères, já que Rennes, por estar localizada no centro do departamento, era mais importante a nível comercial.[13]

Vários pavilhões foram construídos nessa época. Tome-se como exemplo o espaço chamado Halles Martelot, edificado entre 1868 e 1871 por Jean-Baptiste Martelot, que acolhe o mercado de Lices todos os sábados de manhã.

As instalações sobre o rio Vilaine permitiram a construção de moinhos tais como o moinho de Apigné construído no século XIX perto de Le Rheu.[14]

A antiga cervejaria Graff, construída em 1927 pelo arquiteto Georges-Robert Lefort, foi parcialmente destruída durante os bombardeios da Segunda Guerra Mundial. A cervejaria foi comprada por Kronenbourg[15] e fechou em 2003.

Também é possível encontrar outros edifícios da época industrial do início do século XX na comuna, como por exemplo pecuárias de leite.

TransporteEditar

 
metrô e ônibus

O transporte urbano de Rennes é gerado pela companhia STAR-Keolis. Ele é composto do metrô, do ônibus e do sistema de bicicletas públicas

O metrô de Rennes possui uma linha (A) que liga a norte eo sul (linha B em 2019).

Rennes também tem uma grande estação de trem para viagens locais (Brest, Quimper, Saint-Malo, Nantes) e nacional (Paris : duas horas, uma hora e meia em 2017, Lyon, Lille, Strasbourg).

A cidade tem um aeroporto internacional, o Aeroporto de Rennes Bretagne (link em julho-agosto ao Porto)

EconomiaEditar

Os sectores locais mais desenvolvidos são o automóvel e as telecomunicações.

PSA Peugeot Citroën, atualmente, o maior empregador da população de Rennes, abriu uma fábrica em Chartres-de-Bretagne em 1961. Technicolor emprega mais de 1000 pessoas e France Telecom R&D mais de 1200.

Rennes, depois de Paris, é a cidade que concentra mais empresas de tecnologia da informação e comunicação. Algumas das empresas mais famosas são: Atos, SFR, Orange France Telecom, Canon, Mitsubishi, etc.

EducaçãoEditar

Ensino superior e pesquisaEditar

As 2 universidades de Rennes são as seguintes:

A Universidade de Rennes I, ciências sociais, junto com o IEP, "Institut d'Études Politiques de Toulouse" (Instituto de Estudos Políticos), o direito, a economia, medicina, farmácia e ciências puras.

A Universidade de Rennes II, ciências humanas, disciplinas artísticas e literárias.

Escola superior de comércio de Rennes se distingue pela sua perspetiva global e corpo docente internacional. Além da certificação francesa de Grande Ecole, ESC Rennes tem os prêmios britânicos qualificações certificadas, tais como:BA, MA, MSc, Executive MBA and PhD. A escola também oferece Doctor of Business Administration (DBA) na China em cooperação com Shanghai Jiao Tong University e no Brasil com a Fundação Getúlio Vargas.

Língua bretãEditar

Na Bretanha, duas línguas regionais são faladas: a língua bretã e a galo. Em Rennes e na região, a língua galo é tradicionalmente falada localmente. No entanto, a língua bretã sempre foi falada por migrantes vindos da parte oeste da região.

Cidades-irmãsEditar

Rennes é geminada com:

Na França

Pactos de cooperação

Patrocínio

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Populations légales 2018. Recensement de la population Régions, départements, arrondissements, cantons et communes». www.insee.fr (em francês). INSEE. 28 de dezembro de 2020. Consultado em 13 de abril de 2021 
  2. http://insee.fr/fr/themes/tableau.asp?reg_id=0&ref_id=NATTEF01214 (visto 31/10/2014)
  3. http://insee.fr/fr/themes/tableau.asp?reg_id=0&ref_id=NATTEF01203 (visto 29/06/2015)
  4. http://cache.media.enseignementsup-recherche.gouv.fr/file/Atlas_2012-2013/27/8/Atlas_1213_Web_316278.pdf Rennes p.64 (visto 31/10/2014)
  5. http://www.lavieimmo.com/prix-immobilier/ces-villes-ou-il-fait-bon-vivre-en-2012-15848.html (visto 31/10/2014)
  6. http://www.viamichelin.fr/web/Itineraires/Itineraire-Paris-75000-Ville_de_Paris-France-vers-Rennes-35000-Ille_et_Vilaine-France?strStartLocid=31NDJ2dDMxMGNORGd1T0RVMk9EUT1jTWk0ek5URXdOdz09&strDestLocid=31NDJoZW4xMGNORGd1TVRFeE56WT1jTFRFdU5qZ3dNamM9 (visto 31/10/2014)
  7. http://archive.wikiwix.com/cache/?url=http://www.recensement.insee.fr/RP99/rp99/c_affiche.affiche?nivgeo=C%26codgeo=35238%26produit=P_LOGA%26theme=ALL%26typeprod=ALL%26lang=FR&title=%C2%AB%C2%A0Logements%20%C3%A0%20Rennes%20%C2%A0%3A%20les%20occupants%C2%A0%C2%BB (visto 31/10/2014)
  8. http://archive.wikiwix.com/cache/?url=http://www.rennes.fr/index.php?id=1248%26id=1248&title=%C2%AB%C2%A0Rennes%C2%A0%3A%20Les%20chiffres%20de%20l%E2%80%99environnement%C2%A0%C2%BB (visto 31/10/2014)
  9. http://archive.wikiwix.com/cache/?url=http://www.villes-et-villages-fleuris.com/leconcours/palmaresdep/P35.htm&title=%C2%AB%C2%A0Palmar%C3%A8s%20des%20communes%20labellis%C3%A9es%20d%E2%80%99Ille%20et%20Vilaine%20(35)%C2%A0%C2%BB (visto 31/10/2014)
  10. http://www.vpah.culture.fr/vpah/bretagne/renne-pr.htm (visto 31/10/2014)
  11. http://www.bretagne-racines.ac-rennes.fr/p350033W/pages/01formation/esainthe/1epage01.htm (visto 31/10/2014)
  12. http://rennes.catholique.fr/Une-eglise-renait-de-ses-cendres.html Arquivado em 1 de novembro de 2014, no Wayback Machine. (visto 31/10/2014)
  13. http://patrimoine.region-bretagne.fr/main.xsp?execute=show_document&id=MERIMEEIA35000705 Arquivado em 28 de abril de 2014, no Wayback Machine. (visto 31/10/2014)
  14. http://patrimoine.region-bretagne.fr/main.xsp?execute=show_document&id=MERIMEEIA35000466 Arquivado em 28 de abril de 2014, no Wayback Machine. (visto 31/10/2014)
  15. http://patrimoine.region-bretagne.fr/main.xsp?execute=show_document&id=MERIMEEIA35000572 Arquivado em 28 de abril de 2014, no Wayback Machine. (visto 31/10/2014)
  Este artigo sobre geografia da França é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.