Abrir menu principal

Resolução 134 do Conselho de Segurança das Nações Unidas

Small Flag of the United Nations ZP.svg
Resolução 134
do Conselho de Segurança da ONU
Data: 1 de abril de 1960
Reunião: 856
Código: S/4300 (Documento)

Votos:
Prós Contras Abstenções Ausentes
9 0 2
Assunto: Questão relativa à situação na União Sul-Africana
Resultado: Aprovada

Composição do Conselho de Segurança em 1960:
Membros permanentes:

 República da China
 França
 Reino Unido
 Estados Unidos
 União Soviética

Membros não-permanentes:
 Argentina
 Sri Lanka
 Ecuador
 Itália
 Polônia
 Tunísia

Resolução 134 do Conselho de Segurança das Nações Unidas, foi aprovada em 1 de abril de 1960, foi aprovada depois de uma queixa apresentada por 29 Estados-Membros sobre "a situação decorrente dos assassinatos em grande escala de manifestantes desarmados e pacíficos contra a discriminação racial e segregação na União Sul-Africana". O Conselho reconheceu que a situação foi provocada pelas políticas do governo da União Sul-Africana e que, se essas políticas continuassem eles poderiam pôr em perigo a paz e a segurança internacional.

A resolução expressou raiva do Conselho nas políticas e ações do Governo, ofereceu suas condolências às famílias das vítimas, apelou para o Governo a tomar medidas destinadas a assegurar a harmonia racial com base na igualdade e apelou para abandonar o apartheid. O Conselho solicitou, ao então, Secretário-Geral Dag Hammarskjöld em consultar com o governo da União Sul-Africana para tomar as providências para ajudar a defender os princípios da Carta e de um relatório ao Conselho sempre que necessário e adequado.

Foi aprovada com 9 votos, e com duas abstenções da França e do Reino Unido.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar