Ricardo Hocevar

tenista brasileiro

Ricardo Hocevar (São Paulo, 5 de maio de 1985) é um ex-tenista brasileiro profissional, sobrinho dos ex-tenistas Marcos Hocevar e Alexandre Hocevar.[1]

Tenista Ricardo Hocevar
Ricardo Hocevar.jpg
Ricardo Hocevar, na quadra central do Aberto de São Paulo de Tênis, em 2009
País  Brasil
Residência Rio de janeiro, Brasil
Data de nascimento 5 de maio de 1985 (34 anos)
Local de nasc. São Paulo, Brasil
Altura 1,80 m
Peso 68 Kg
Treinado por Ricardo Acioly
Profissionalização 2003
Mão Direita
Prize money US$ 208 051 Fonte
Simples
Vitórias-Derrotas 0-5
Títulos 0
Melhor ranking 149° (15 de junho de 2009)
Open da Austrália 1R (2010)
Roland Garros Q3 (2010)
Wimbledon Q2 (2009)
US Open Q2 (2008)
Duplas
Vitórias-Derrotas 0-1
Títulos 0
Melhor ranking 148° (21 de setembro de 2009)
Última atualização em: 31 de dezembro de 2015.

BiografiaEditar

 
Ricardo Hocevar, na Copa Petrobras de Tênis, etapa de São Paulo, em outubro de 2009.

Vindo de uma familia de tenistas, conheceu cedo o tênis e imediatamente gostou. Diferentemente dos tios de Ijuí, Ricardo nasceu e cresceu em São Paulo, onde desenvolveu seu tênis em competições paulistanas, posteriormente no circuito juvenil brasileiro, para a partir de 2003 passar a disputar competições profissionais.

Em 2006 começou a jogar Challengers, e em 2008 começou a obter resultados significativos nestes torneios, como a final em Bogotá (julho de 2008) e as semifinais em Bogotá em setembro/2008 e em Iquique em janeiro/2009.

Em 2009, por seus resultados e ranking, ganhou Wild Card para participar de seu 1º torneio ATP, na Costa do Sauípe. Enfrentou, na oportunidade, o cabeça-de-chave nº1, top-20 e atual campeão do torneio Nicolas Almagro, perdendo por 7/6 e 7/5 porém fazendo um jogo de alto nível. Conseguiu vaga para seu 2º torneio ATP da carreira ao furar o qualy de Estoril, derrotando 3 tenistas portugueses.

Em 2010 conseguiu furar o qualifying do Australian Open, chegando pela primeira vez à uma chave principal de Grand Slam, sendo derrotado pelo ex-número 1 do mundo, Lleyton Hewitt.[2] Participou do ATP 250 do Brasil, onde perdeu na primeira rodada para Carlos Berlocq.

Em 2017, anunciou a sua aposentadoria. Começou a criação de um centro de treinamento junto ao seu ex-treinador Ricardo Accioly e outros associados em São José dos Campos-SP.[3]

RankingEditar

  • Melhor Ranking de Simples: 149° (15/06/2009)
  • Melhor Ranking de Duplas: 148° (21/09/2009)

TítulosEditar

Simples

Duplas

Veja TambémEditar

Lista de tenistas do Brasil

Referências