Richard Shope
Nascimento 25 de dezembro de 1901
Des Moines
Morte 2 de outubro de 1966 (64 anos)
Cidadania Estados Unidos
Alma mater Universidade de Iowa
Ocupação virologista
Prêmios Prêmio Lasker-DeBakey de Pesquisa Médico-Clínica
Empregador Universidade Rockefeller

Richard Edwin Shope (25 de dezembro de 1901 - 2 de outubro de 1966) foi um virologista estadunidense que no Rockefeller Institute identificou o influenzavírus A em porcos em 1931.[1] Utilizando a técnica de Shope, Smith, Andrewes e Laidlaw, do Medical Research Council da Inglaterra, cultivaram-no a partir de um ser humano em 1933.[1] Eles e Shope, em 1935 e 1936, respectivamente, identificaram-no como o vírus circulante na pandemia de 1918.[1] Em 1933, Shope identificou o papilomavírus Shope, que infecta coelhos. Foi o primeiro vírus humano descoberto.[2][3] Mais tarde, sua descoberta ajudou outro pesquisador a vincular o vírus do papiloma a verrugas e câncer cervical. Ele recebeu o Prêmio Lasker-DeBakey de Pesquisa Médico-Clínica em 1957.[4]

Seu filho, Robert Shope, também foi virologista, especializado em vírus transmitidos por artrópodes.[5]

Referências

  1. a b c Van Epps, HL (2006). «Influenza: Exposing the true killer». J Exp Med. 203 (4): 803. PMC 2118275 . PMID 16685764. doi:10.1084/jem.2034fta 
  2. «Human Papillomavirus». www.austincc.edu 
  3. Shope RE, Hurst EW (1933). «Infectious papillomatosis of rabbits: with a not on the histopathology». J. Exp. Med. 58 (5): 607–624. PMC 2132321 . PMID 19870219. doi:10.1084/jem.58.5.607 
  4. Rockefeller University, "Awards & honors: Richard E Shope", Rockefeller.edu, 28 Jul 2012
  5. Frederick A. Murphy; Charles H. Calisher; Robert B. Tesh; David H. Walker (2004), «In Memoriam: Robert Ellis Shope: 1929–2004», Emerging Infectious Diseases, 10 (4): 762–65, PMC 3323084 , doi:10.3201/eid1004.040156 

BibliografiaEditar