Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Alcoa, veja Alcoa (desambiguação).
Rio Alcoa
Foz do Alcoa (Roque Gameiro).jpg

Foz do Alcoa, por Roque Gameiro

Localização
País
Localização
Coordenadas
Dimensões
Comprimento
19 km
Hidrografia
Tipo
Nascente
Afluente
principal
Areia, Baça, Esperança, Meio e Pisões
Foz
Mar, a 12km de Alcobaça, junto do aglomerado da Nazaré

O rio Alcoa é um rio português que nasce acima de Chiqueda, no Concelho de Alcobaça, Distrito de Leiria, alcançando a cidade de Alcobaça a escassos 7 km da nascente, onde se junta ao rio Baça, desaguando no mar a cerca de 12 km de Alcobaça, perto da Nazaré.

De acordo com uma fonte, o nome da cidade de Alcobaça deriva destes dois rios. Uma outra fonte afirma contudo, que o seu nome é de origem árabe (de Al-cobaxa) e que terá sido a partir deste que os dois rios terão sido denominados. Anteriormente, os rios Seco e Esperança e a ribeira do Mogo fluíam para o rio Alcoa. Presume-se que, em Alcobaça, o rio tenha sido desviado durante as construções do Mosteiro. Em Chiqueda, e durante a Idade Média, os monges construíram no curso do rio uma extracção de água, apelidada de Mãe de Água. Este foi o ponto de partida de uma canalização de 3,2 km, na sua maior parte subterrânea, que abastecia o Mosteiro com água fresca e limpa.[1]

Rio Alcoa em Alcobaça.

Embora se fale de um confluir dos rios Alcoa e Baça em Alcobaça, no seu restante caminho de 12 km até ao mar, desaguando a sul da Nazaré no Atlântico, indo, por vezes, por vários braços laterais e artificiais destinados ao abastecimento de água nesses locais (em Foz do Alcoa, a embocadura do Alcoa), o rio mantém o nome de Alcoa. Esporadicamente encontra-se – como em antigas cartas militares -, a denominação deste rio, após a assimilação do rio Baça, como sendo rio Alcobaça ou igualmente "rio da Fervença". Este último nome corresponde à denominação de uma localidade situada em direcção ao mar, à qual, na época medieval, chegava a Lagoa da Pederneira, local onde desaguava o rio. No entanto, como indicam as placas indicadoras e os documentos públicos, a denominação comum é Alcoa.[2]

Referências

  1. José Pedro Duarte Tavares: Hidráulica, Linhas Gerais de Sistema Hidráulico Cisterciense em Alcobaça, in: Roteiro Cultural da Região de Alcobaça. S. 39–109, Alcobaça 2001, ISBN 972-98064-3-8
  2. «Câmara Municipal de Nazaré» (PDF). Carta de Ordenamento de PDM. Cm-nazare.pt [ligação inativa]
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Rio Alcoa