Abrir menu principal

Wikipédia β

Distrito de Leiria

Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde fevereiro de 2014).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
LRA.png [1] Distrito de Leiria
Localização do  [1] Distrito de Leiria em Portugal
Capital do distrito Leiria
Regiões Centro (Região das Beiras)
Província histórica Estremadura
Beira Litoral
Área 3505,78 km²
População
 - Total
 - Densidade

470895 hab. (2011)
134 hab./km²
N° de municípios 16
N° de freguesias 110 [2]
Website distrital {{{site}}}

O distrito de Leiria é um distrito português situado na Região do Centro (Região das Beiras), dividido entre as províncias tradicionais da Beira Litoral e da Estremadura. Limita a norte com o distrito de Coimbra, a leste com o distrito de Castelo Branco e com o distrito de Santarém, a sul com o distrito de Lisboa e a oeste com o oceano Atlântico. Tem uma área de 3 506 km² (13.º maior distrito português) e uma população residente de 470 895 habitantes (2011)[3]. A sede do distrito é a cidade com o mesmo nome e inclui a sede administrativa da Diocese de Leiria-Fátima.

Tem 110 freguesias distribuídas pelos seus 16 concelhos [2].

Índice

Concelhos e divisão por regiõesEditar

O distrito de Leiria subdivide-se nos seguintes dezasseis municípios:

Na atual divisão principal do país, o distrito encontra-se totalmente integrado na Região Centro, distribuindo-se os seus municípios pelas subregiões do Oeste (o qual foi transferido para a Região do Centro em 2002, com a redução da área da Região de Lisboa e Vale do Tejo), Pinhal Litoral e Pinhal Interior Norte. Em resumo:

PopulaçãoEditar

O concelho mais populoso é o de Leiria, que é o único com mais de cem mil habitantes. Fora Leiria, apenas Alcobaça, Caldas da Rainha e Pombal têm mais de 50 mil habitantes.

Os concelhos situados no nordeste têm vindo a perder população nos últimos anos.

Leiria é o concelho com menor percentagem de população com mais de 65 anos.

Leiria, Caldas da Rainha e Marinha Grande são os concelhos cuja população mais tem crescido.

Histórico de GovernadoresEditar

A atividade económicaEditar

Atualmente, a dinâmica económica do distrito é, predominantemente, do tipo urbano-industrial, havendo apenas alguns concelhos nos quais as condições necessárias para o arranque industrial não têm sido reunidas, continuando maioritariamente agrícolas e rurais.

De acordo com um relatório da NERLEI, Associação Empresarial de Leiria, o setor primário produz no distrito, relativamente aos totais nacionais: - 80% de peras - 35% de maçãs - 20% de pêssegos - 15% de vinhos de qualidade - 50% de efectivos suinícolas - 19 500 ha de pinhal em regime contínuo - 8 200 ha de floresta comunitária - 17% de pesca - e uma boa parte do queijo denominado Rabaçal

Relativamente ao setor secundário, Leiria é o distrito líder no fabrico de moldes metálicos, tendo, igualmente, uma grande importância as industrias extractiva, transformadora e a construção civil. Mesmo assim, a imagem de marca ligada ao vidro, aos plásticos, à madeira, aos têxteis e aos agroindustriais, sendo um dos distritos com maiores índices de PME/Excelência.[carece de fontes?] A indústria encontra-se principalmente nos concelhos de Leiria, Alcobaça, Marinha Grande, Pombal e Caldas da Rainha, que garantem 70% das unidades industriais do distrito e 75% do emprego neste setor.

Por sua vez, o setor terciário assume mais de 50% de todo o tecido empresarial do distrito, tendo vindo a população ativa deste sector a crescer progressivamente nos últimos anos. Este crescimento tem ocorrido sensivelmente na mesma proporção de crescimento da malha dos principais centros urbanos, situando-se já acima dos 40%. Mais de 70% das empresas deste setor estão ligadas ao comércio, tendo os serviços uma preponderante cobertura com os principais balcões bancários, e as mais importantes seguradoras, tal como uma boa presença de empresas de transportes, de serviços de saúde privados e públicos e uma notável rede escolar da pré-primária ao superior, com vários pólos de universidades privadas e seis escolas superiores do Instituto Politécnico de Leiria, nesta cidade, nas Caldas da Rainha e em Peniche. Também a imprensa, falada e escrita, tem no distrito delegações dos principais órgãos nacionais.

InfraestruturasEditar

Relativamente ao transporte ferroviário, verifica-se uma debilidade, devido à visível decadência da linha do Oeste. Contudo, esta situação poderá vir a ser alterada com a definição da futura linha de alta velocidade. O concelho de Pombal é servido pela Linha do Norte, a principal linha ferroviária portuguesa.

Quanto à rede viária, o distrito é cruzado pela A1, e pela A8, até à cidade de Leiria, sendo as acessibilidades aos restantes concelhos facilitadas por IP e IC.

Existem ainda importantes portos de pesca em Peniche e na Nazaré, a cobertura em quase todos os concelhos por parques industriais e pela rede de gás natural, estando a caminho da totalidade o abastecimento de água e o saneamento básico.

PolíticaEditar

Eleições legislativasEditar

Ano % D % D % D % D % D % D % D % D % D % D % D % D % D
PPD/PSD PS CDS-PP PCP/APU/CDU MDP/CDE UDP AD FRS PRD PSN B.E. PàF PAN
1975 35,6 5 33,2 5 6,8 1 6,4 - 3,4 - 1,1 -
1976 31,2 4 31,1 4 19,4 2 7,3 1 1,0 -
1979 AD 23,1 3 AD 10,8 1 APU 1,5 - 56,1 7
1980 FRS 9,7 1 1,0 - 59,7 7 22,7 3
1983 35,6 4 32,8 4 16,1 2 9,5 1 0,7 -
1985 38,4 5 19,4 2 12,1 1 8,1 1 0,9 - 15,4 2
1987 60,8 9 18,7 2 6,0 - 5,9 - 0,4 - 0,5 - 3,1 -
1991 61,2 7 23,0 3 4,8 - 4,5 - - - 0,6 - 1,4 -
1995 43,4 5 36,7 4 11,4 1 4,5 - 0,5 - - -
1999 42,6 5 36,8 4 9,9 1 5,3 - 0,3 - 1,7 -
2002 50,8 6 29,5 3 9,8 1 4,1 - 2,2 -
2005 39,8 5 35,6 4 8,9 1 4,6 - 5,5 -
2009 35,0 4 30,2 4 12,6 1 5,1 - 9,5 1
2011 47,0 6 20,7 3 12,8 1 5,0 - 5,4 - 1,2 -
2015 PàF 24,8 3 PàF 5,1 - 9,7 1 48,4 6 1,2 -

PatrimónioEditar

Referências

  1. Brasão de armas da capital de distrito
  2. a b Diário da República, 1.ª Série, n.º 19,Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 20 de dezembro de 2014.
  3. http://censos.ine.pt/xportal/xmain?xpid=CENSOS&xpgid=censos2011_apresentacao

Ligações externasEditar