Rio Paraguai

rio na América do Sul, afluente do rio Paraná

O rio Paraguai (em castelhano: Río Paraguay; em guarani: Ysyry Paraguái) é um curso de água da América do Sul que percorre Brasil, Bolívia, Paraguai e Argentina. Principal afluente do rio Paraná e um dos mais importantes da bacia do Prata, o rio Paraguai nasce no município de Alto Paraguai, no estado brasileiro de Mato Grosso,[1] atravessa brevemente a Bolívia, atravessa o Paraguai e, em seu trecho final, serve de divisa entre este último e a Argentina, até desaguar no rio Paraná em frente à cidade argentina Isla del Cerrito.[1]

Rio Paraguai
Rio Paraguai na altura de Assunção
Bacia hidrográfica do Paraná com a localização do rio Paraguai.
Bacia hidrográfica do Paraná com a localização do rio Paraguai.
Comprimento 2.695 km
Delta Rio Paraná
País(es)  Brasil
 Bolívia
 Paraguai
 Argentina

É a principal artéria fluvial da região, principalmente no Paraguai, onde ele banha a capital Assunção.[1] Sua sub-bacia do rio Paraguai, parte da bacia hidrográfica do Rio da Prata, conta com uma superfície de 1 170 000 km² e está entre as 20 maiores do planeta.[2] Tem uma extensão total de 2 695 km, o que também a coloca entre os 40 maiores rios do mundo.

Seu curso superior forma, em grande parte, as maiores zonas úmidas do continente americano – os Banhados de Otuquis e o Grande Pantanal –, atuando como um gigantesco regulador de seu fluxo e, por sua vez, do fluxo do rio Paraná.

TopônimoEditar

"Paraguai" é valido como um termo originário da língua guarani antiga: significa "rio dos paraguás", através da junção de paragûá (paraguá, uma espécie de psitacídeo) e y (rio).[3]

GeografiaEditar

O rio Paraguai é dividido em quatro partes. A primeira parte é “Das Nascentes”, que vai até Barra do Bugres. A segundo é “Paraguai Superior”, que vai de Barra do Bugres até a foz do Jauru, próximo de Cáceres. A terceira é “Médio Paraguai”, que vai do Jauru até o Rio Apa onde banha a fronteira do Brasil com o Paraguai. A quarta é “Paraguai Superior”, que vai do Rio Apa até a foz na Argentina.[1]

CaracterísticasEditar

Amplamente navegável, o rio Paraguai atravessa regiões de relevo pouco acidentado no pantanal matogrossense; por essa mesma razão, esse curso de água tem pequeno potencial hidrelétrico e também sofre intensas inundações durante as chuvas de verão, fenômeno este responsável pela denominação pantanal.

É região de fronteira com a Bolívia por 58 quilômetros e com o Paraguai por 322 quilômetros.[4]

Em seu percurso inicial (cerca de 50 km) tem o nome de rio Paraguaisinho, mas logo passa a ser conhecido como rio Paraguai, percorrendo um trajeto de cerca de 2 695 km até desaguar no rio Paraná. Dentro do território brasileiro, o rio Paraguai percorre cerca de 1 693 km desde as nascentes até a desembocadura do rio Apa. A navegabilidade do rio em terras do Brasil dá-se satisfatoriamente a partir de Cáceres (passando por Corumbá) até a foz do rio Apa. Seu trajeto tem extensão total de cerca de 1 323 km.

Seu trajeto no centro do Pantanal é tão sinuoso, e como consequência a sua velocidade é tão lenta, que uma canoa solta em Cáceres demoraria cerca de seis meses[5] para chegar ao oceano Atlântico.

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c d «Rio Paraguai é o 8° maior da América do Sul e percorre 4 países». G1. 4 de junho de 2019. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  2. Geo-data: The World Geographical Encyclopedia / John F. McCoy, project editor, Thomson Gale, 3ª ed. 2002. Pág. 616.
  3. NAVARRO, E. A. Dicionário de tupi antigo: a língua indígena clássica do Brasil. São Paulo. Global. 2013. p. 371.
  4. «Hidrovia Paraguai». DNIT 
  5. CARVALHO, N.O. (1984). Hidrologia da Bacia do Alto Paraguai: SIMPÓSIO SOBRE RECURSOS NATURAIS E SÓCIO caECONÔMICOS DO PANTANAL. Corumbá, MS: EMBRAPA-DDT 
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Rio Paraguai