Roberto Marcolongo

Roberto Marcolongo (Roma, 28 de agosto de 1862 – Roma, 16 de maio de 1943) foi um matemático italiano, conhecido principalmente por suas contribuições à história da ciência (história da mecânica, Leonardo da Vinci) bem como sobre cálculo vetorial e física teórica.

Roberto Marcolongo
Nascimento 28 de agosto de 1862
Roma
Morte 16 de maio de 1943 (80 anos)
Roma
Nacionalidade Italiano
Campo(s) Matemática

Marcolongo estudou matemática na Universidade de Roma, aluno de Eugenio Beltrami, Luigi Cremona, Valentino Cerruti e Giuseppe Battaglini. Após a conclusão em 1886 foi durante 10 anos assistente da cátedra de mecânica de Cerruti. Foi também de 1888 a 1895 assistente de álgebra e análise. Em 1890 obteve a habilitação e foi docente privado de macânica. Em 1895 foi professor extraordinário e em 1900 professor ordinário de mecânica da Universidade de Messina. A partir de 1908 foi professor da Universidade de Nápoles Federico II, onde permaneceu até aposentar-se em 1935.

Publicou cerca de 200 trabalhos científicos, sobre mecânica, teoria da elasticidade, análise, física matemática e história da mecânica. Dentre estes consta uma descrição do desenvolvimento da teoria matemática da elasticidade na Itália desde Enrico Betti e do problema dos três corpos de Newton até Karl Sundman.

Trabalhou na área do cálculo vetorial com Cesare Burali-Forti, na época conhecida como "notação italiana". Em 1906 escreveu um dos primeiros trabalhos contendo um formalismo quadridimensional para representação da invariância relativística sob transformações de Lorentz.

Foi palestrante do Congresso Internacional de Matemáticos em Roma (1908) e em Bolonha (1928).[1][2]

Foi membro da Accademia Nazionale dei Lincei

ObrasEditar

Referências

BibliografiaEditar