Abrir menu principal

Royal Mail Steam Packet Company

companhia de transporte marítimo britânica
Royal Mail Steam Packet Company
Pública
Slogan Per Mare Ubique
Atividade Transporte marítimo
Fundação 26 de setembro de 1839
Fundador(es) James Macqueen
Destino Absorvida pela Hamburg Süd
Encerramento 1972
Sede Southampton, Hampshire,
 Reino Unido
Proprietário(s) Furness Withy (1965–1970)
CY Tung (1970–1972)

A Royal Mail Steam Packet Company (RMSPC) foi uma companhia de transporte marítimo britânica que operou desde meados do século XIX até a segunda metade do século XX. Foi fundada em 1839 por James Macqueen com objetivo de realizar serviços postais para a Royal Mail, o correio britânico. Macqueen usou seus contatos no Almirantado Britânico a fim de permitir que sua empresa servisse principalmente o Caribe e América do Sul, tornando-se a maior companhia de navegação no Atlântico Sul. Ela também transportava pessoas e produtos e alimentos tropicais através de uma frota de navios de passageiros e carga.[1]

A RMSPC estagnou no final do século XIX por não ser capaz de acompanhar os desenvolvimentos do mercado transatlântico, ficando incapaz de competir com seus rivais britânicos, especialmente a Cunard Line e a White Star Line. Seus navios eram menores, mais lentos e menos luxuosos. Ela foi comprada em 1903 pelo empresário lorde Owen Philipps, 1.º Barão Kylsant, que a transformou em uma enorme conglomerado industrial. Kylsant associou-se ao banqueiro J. P. Morgan da International Mercantile Marine Co. e a lorde William Pirrie, 1.º Visconde Pirrie e presidente dos estaleiros da Harland and Wolff.[1] A RMSPC alcançou seu apogeu na década de 1920,[2] com a compra da White Star em 1927 a transformando na maior empresa marítima do mundo.[3]

A companhia diversificou suas operações, passando a oferecer linhas para a América do Norte, incluindo Nova Iorque, além de ser uma das pioneiras em viagens de cruzeiro. No entanto, a RMSPC começou a ter dificuldades financeiras cada vez maiores devido mudanças nas leis de imigração, crise econômica e má administração. Isto levou o governo britânico a investigar as finanças da empresa, descobrindo-se um amplo sistema de falsificação de contas. Kylsant foi julgado e condenado a um ano de prisão em 1931, com a crise resultante acabando por levar à liquidação da empresa no ano seguinte.[3]

Ela foi refundada em 1932 com o nome Royal Mail Lines (RML), conseguindo uma segunda vida de certa prosperidade graças principalmente a sua especialização em cruzeiros, especialmente para a Noruega, África e Caribe.[3] O desenvolvimento do transporte aéreo na década de 1950 levou ao declínio muitas das empresas de transporte marítimo da época, incluindo a RML. Ela foi comprada pela Furness Withy em 1965 e depois pela CY Tung cinco anos depois, com seus navios sendo vendidos e seu nome desaparecendo lentamente até ser absorvida completamente pela Hamburg Süd a partir de 1972.[4]

Referências

  1. a b «Royal Mail Steam Packet Company 1839-1913». Merchant Navy Officers. Consultado em 7 de novembro de 2018. Cópia arquivada em 6 de junho de 2010 
  2. «Royal Mail Steam Packet Company 1914-1926». Merchant Navy Officers. Consultado em 7 de novembro de 2018. Cópia arquivada em 11 de junho de 2011 
  3. a b c «Royal Mail Steam Packet Company 1927-1946». Merchant Navy Officers. Consultado em 7 de novembro de 2018. Cópia arquivada em 6 de junho de 2012 
  4. «Royal Mail Steam Packet Company 1946-1982». Merchant Navy Officers. Consultado em 7 de novembro de 2018. Cópia arquivada em 13 de agosto de 2012 
  Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.