Abrir menu principal
Igreja de Miranda do Douro
Nomes anteriores Sé de Miranda do Douro
Nomes alternativos Igreja de Santa Maria Maior
Catedral de Miranda
Estilo dominante Maneirista
Arquiteto Gonçalo de Torralva
Miguel de Arruda (1552-1554)
Início da construção 1552
Fim da construção Final do séc. XVI
Função inicial Religiosa (catedral)
Proprietário atual Estado Português
Função atual Religiosa (concatedral e igreja paroquial)
Religião Católica
Diocese Diocese de Bragança-Miranda
Património Nacional
Classificação  Monumento Nacional
Data 1910
DGPC 70282
SIPA 1066
Geografia
País Portugal
Cidade Miranda do Douro
Coordenadas 41° 29' 36" N 6° 16' 25" O

A Igreja de Miranda do Douro, antiga Sé de Miranda do Douro ou Concatedral de Miranda do Douro, é um templo católico localizado na cidade de Miranda do Douro, nordeste de Portugal.[1]

A construção da igreja teve início em 1552, tendo sido concluída na última década do século XVI. O projecto foi feito por Gonçalo de Torralva e de Miguel de Arruda. Em 1566 o bispo D. António Pinheiro consagrou o altar-mor e em 1609, D. Diogo de Sousa informa o Papa que a construção fora concluída.

No interior, ressalta o retábulo do altar-mor sendo dos grupos escultóricos do Gregorio Fernández.

A catedral é o maior templo religioso da região de Trás-os-Montes, sendo classificada como "Monumento Nacional de Portugal" pelo decreto n.º 136 de 23 de junho de 1910.[2]

Referências

  1. «Património no Território: Sé de Miranda do Douro». Consultado em 5 de janeiro de 2014. Arquivado do original em 6 de janeiro de 2014 
  2. Pesquisa de Património: Igreja de Miranda do Douro

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre Património de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Igreja de Miranda do Douro