Abrir menu principal
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde julho de 2017). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.
Disambig grey.svg Nota: Para o órgão executivo de segurança pública, veja Secretaria de Segurança Pública.
SSP
Informação geral
Nascimento 1991
País  Angola
Gênero(s) Rap, Hip hop
Instrumento(s) Voz
Período em atividade 1991—[até agora]]
Gravadora(s) Vidisco
Afiliação(ões) O2[desambiguação necessária], Boss AC, Paul G, Gutto, Djavan, Tó Cruz, Max Viana
Integrantes Big Nelo
Jeff Brown
Ex-integrantes Paul G
Kudy

SSP (acrónimo de South Side Posse, que em português significa "O bando do lado sul") é um grupo de rap angolano. Formou-se em 1992, sendo constituído pelos elementos Big Nelo, Paul G, Jeff Brown e Kudy.

HistóriaEditar

Os SSP foram criados inicialmente na Alemanha onde residia Big Nelo, A partir do convívio dos jovens integrantes da banda. O grupo lançou-se depois em Angola em 1992, com um estilo musical marcado pelo rap e influenciado por vários outros géneros musicais (jazz, soul, funk, salsa e ragga). Inicialmente a sua atividade incidia principalmente em atuações ao vivo para comunidades, escolas, etc., utilizando a música e a dança como elo entre as culturas africanas e ocidentais.

DiscografiaEditar

99% de Amor (1996)Editar

Após alguns anos de actividade, foi firmado em 1996 um contrato com a editora Vidisco, que levou à gravação do seu primeiro trabalho discográfico, intitulado "99% de Amor", cujo som foi caracterizado pela fusão de ritmos aliados ao rap. Os SSP transformaram-se assim no primeiro grupo de rap angolano a conseguir editar um trabalho discográfico, um marco importante na história do rap em Angola.

N.º Título Duração
1. "SSP"    
2. "Festa (Desbunda)"    
3. "Olhos Café"   3:28
4. "Te quiero"    
5. "Miúda"    
6. "Tell me baby"    
7. "Sei que ela"    
8. "Paixão (Tânia)"    
9. "Come Back"    
10. "Pitanga Boa"    
11. "Amiga (R.I.P)"    

Odisseia (1998)Editar

O segundo álbum, lançado em 1998, levou os SSP a uma digressão internacional que passou por Angola, África do Sul, Cabo Verde, Inglaterra, Portugal e Moçambique, país onde as vendas atingiram o disco de prata.

N.º Título Duração
1. "Intro"   0:38
2. "Sim ou Não (Tanto Faz)"   3:34
3. "Eu Só Quero Te Amar"   3:39
4. "Canta Comigo (Essa Keta)"   3:58
5. "Deus"   5:02
6. "C.H.U.L.A.$" (skit) 0:18
7. "Perigosa"   3:32
8. "Toy Cuba" (skit) 1:09
9. "Os Reis da Noite"   3:50
10. "Luta Pelo Teu Amor"   4:00
11. "Promessa Eterna"   5:04
12. "Freestyle" (interlúdio) 1:25
13. "Punidores da Fofoca"   4:06
14. "Eu Te Confesso"   4:15
15. "Etu Mwangola"   3:03
16. "Eu Só Quero Te Amar (Versão Playa)"   3:35
17. "Abandalho"   2:38
18. "Can You Feel It?" (outro) 0:55

Alfa (2000)Editar

O terceiro álbum do grupo foi lançado em Fevereiro de 2000. A nova versão do tema "Sempre que amor me quiser" integra o álbum como a homenagem dos SSP e de Lena d'Água a Ramiro Martins, produtor do primeiro álbum do grupo e ex-marido de Lena d'Água, que faleceu durante as gravações do segundo álbum. Neste trabalho discográfico os SSP contaram com as participações de vários artistas convidados, como: TC, Boss AC, Gutto e Lucky-mc. O álbum foi inicialmente apresentado em Angola, num espectáculo em Março de 2000, tendo sido o primeiro grupo a conseguir lotar o pavilhão da Cidadela. A tournée seguiu depois com igual sucesso para Portugal, Macau, Moçambique, Cabo Verde, S. Tomé e Príncipe, Inglaterra e Brasil.

N.º Título Duração
1. "Alfa" (intro) 1:40
2. "Apesar da Minha Dor"   4:03
3. "Aventura (Nha Manera)" (feat. Lucky-mc) 4:36
4. "Amar Sem Ser Amado"   4:05
5. "Debate" (interlúdio) 1:45
6. "Não Vale a Pena Julgar"   3:56
7. "Playa's"   4:46
8. "Táctica Lírica"   3:47
9. "Chama Por Mim (Se Precisas)"   3:34
10. "Sonhos de Rua"   4:52
11. "Tem Cuidado"   3:48
12. "3 Discos" (interlúdio) 1:27
13. "Every Woman (Needs Man)" (feat. Boss AC) 4:47
14. "Sempre Que o Amor Me Quiser" (feat. Lena d'Água) 3:44
15. "Operação Alfa"   4:16
16. "Fofa Provocante"   7:57

Amor e Ódio (2003)Editar

"Amor e Ódio" foi o álbum que marcou o regresso dos SSP, tendo o grupo sofrido algumas mudanças: do alinhamento inicial ficaram apenas Big Nelo e Jeff Brown. Este álbum foi gravado em Portugal e no Brasil, abrangendo várias sonoridades e fusões musicais. Entre as composições de Amor e Ódio, estão algumas participações de artistas conceituados, como a do músico e compositor brasileiro Djavan no tema "Meu Bem Querer", de Max Viana no tema "Samurai", e do músico luso-caboverdiano Tó "TC" Cruz no tema "Dime Porque (Tu Te Vás)". Este trabalho conta ainda com dois samples de músicas do músico angolano Lucky-mcTH3 FR13NDS.

N.º Título Duração
1. "S.S.P. Não Vai Parar"    
2. "Dime Porque (Tu Te Vás)" (feat. TC)  
3. "Negra De Karapinha"    
4. "Meu Bem Querer" (feat. Lucky-mc)  
5. "Quem É Que Me Faz Feliz (Tu)"    
6. "Táctica (2ª Parte)"    
7. "Amor De Mãe (É Lindo)"    
8. "Samurai" (feat. M16[desambiguação necessária])  
9. "Inveja (Trabalha)"    
10. "Ser Angolano Kuia (Remix Yo)"    
11. "Fans (Obrigado)"    
12. "La Vida (É Buena)"    
13. "Ser Angolano Kuia" (faixa bónus)  

Momento da Trajectória (2006)

"Momento da Trajectória" foi o álbum que marcou o fim do SSP, este álbum foi gravado em Portugal e no Brasil, abrangendo várias sonoridades e fusões musicais.

Referências geraisEditar