Sakuramachi

Sakuramachi (桜町? 8 de abril de 172028 de maio de 1750) foi o 115º imperador do Japão, segunda a lista tradicional de sucessão.[1]

Sakuramachi
Imperador do Japão
Reinado 13 de abril de 1735
a 9 de junho de 1747
Entronamento 16 de dezembro de 1735
Predecessor Nakamikado
Sucessor Momozono
Xogum Tokugawa Yoshimune (1735–45)
Tokugawa Ieshige (1745–47)
 
Esposa Nijō Ieko
Descendência Sakariko
Toshiko, Imperatriz Go-Sakuramachi
Tōhito, Imperador Momozono
Casa Casa Imperial do Japão
Nome de nascimento Teruhito (昭仁?)
Nascimento 8 de fevereiro de 1720
Morte 28 de maio de 1750 (30 anos)
Pai Nakamikado
Mãe Konoe Hisako
Religião Xintoísmo

VidaEditar

Antes da ascensão ao Trono do Crisântemo, seu nome pessoal (sua imina) era Teruhito. Sakuramachi reinou de 1735 a 1747. Era o filho mais velho do imperador Higashiyama, e da princesa Yukiko, que mais tarde adotará o nome budista de Shōshūmon'in.[2]

Em 17 de julho de 1728, Teruhito se tornou o príncipe herdeiro e em 13 de abril de 1735 tornou-se imperador após a abdicação de seu pai.[3]

Em 10 de maio de 1737 seu pai veio a falecer aos 35 anos.[3] Em 1738, Sakuramachi realizou os rituais xintoístas esotéricos do Daijō sai (大 嘗 祭 a primeira oferenda de arroz cerimonial oferecida por um imperador recentemente entronado?).[3]

Em 1739, Hosokawa Munetaka, Daimiô do Domínio de Kumamoto e governador da Província de Higo, foi assassinado no Castelo Edo por Itakura Katsukane, a quem foi ordenado cometer seppuku como justa punição, entretanto o xogum Tokugawa Yoshimune interveio pessoalmente para mitigar as consequências adversas para a família fudai do assassino.[4]

Em 11 de janeiro de 1741, Sakuramachi realizou os rituais xintoístas esotéricos do Shinjō sai (também conhecida como Niiname no matsuri, neste ritual o imperador agradece as divindades pelo ano próspero e reza para um ano novo frutífero). Esta cerimônia específica foi mantida suspensa por 280 anos.[5] Em 1745 Tokugawa Ieshige tornou-se o nono shōgun do shogunato Tokugawa.[3]

Em 9 de junho de 1747, Sakuramachi abdicou em favor de Momozono. E em 28 de maio de 1750 veio a falecer aos trinta anos de idade. A memória do imperador Nakamikado foi preservada em seu mausoléu designado pelo governo Tsukinowa no misasagi, que está localizado em Sennyu-ji no bairro Higashiyama-ku em Quioto.[1]

XogunsEditar

Daijō-kanEditar

Ver artigo principal: Daijō-kan

Referências

  1. a b Agência da Casa Imperial: Sakuramachi-tennō (115) (em japonês)
  2. Ponsonby-Fane, Richard Arthur Brabazon (1966). Kyoto, the Old Capital of Japan (794-1869) (em inglês). [S.l.]: Ponsonby Memorial Society, p 404 
  3. a b c d Rin-siyo, Siyun-zai (1834). Annales des empereurs du Japon (em francês). [S.l.]: Impr. Royale de France, pp. 117-118 
  4. Sadler, A. L. (2011). Cha-No-Yu: The Japanese Tea Ceremony (em inglês). [S.l.]: Tuttle Publishing, p. 213. ISBN 9781462901913 
  5. Ponsonby-Fane, Richard Arthur Brabazon (1966). Kyoto, the Old Capital of Japan (794-1869) (em inglês). [S.l.]: Ponsonby Memorial Society, p. 321