Abrir menu principal

Seiça

freguesia de Ourém, Portugal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Portugal Portugal Seiça 
  Freguesia  
Brasão de armas de Seiça
Brasão de armas
Seiça está localizado em: Portugal Continental
Seiça
Localização de Seiça em Portugal
Coordenadas 39° 40' 30" N 8° 31' 27" O
País Portugal Portugal
Região Centro (Região das Beiras)
Sub-região Médio Tejo
Província Beira Litoral
Concelho VNO1.png Ourém
Administração
- Tipo Junta de freguesia
- Presidente Custódio de Sousa Henriques (PS)
Área
- Total 25,14 km²
População (2011)
 - Total 2 076
    • Densidade 82,6 hab./km²
Orago Nossa Senhora da Purificação

Seiça é uma freguesia portuguesa do concelho de Ourém, província da Beira Litoral, na região do Centro (Região das Beiras) e sub-região do Médio Tejo, com 25,14 km² de área e 2 076 habitantes (2011)[1]. A sua densidade populacional é 82,6 hab/km².

PopulaçãoEditar

População da freguesia de Seiça [2]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
2 342 2 785 3 029 3 837 4 723 4 925 4 438 5 156 3 508 3 218 2 745 2 471 2 291 2 253 2 076

Com lugares desta freguesia foi criada em 1928 a freguesia de Alburitel e em 1947 a freguesia de Caxarias

Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 253 303 1 082 615 11,2% 13,4% 48,0% 27,3%
2011 260 193 1049 574 12,5% 9,3% 50,5% 27,6%

Média do País no censo de 2001: 0/14 Anos-16,0%; 15/24 Anos-14,3%; 25/64 Anos-53,4%; 65 e mais Anos-16,4%

Média do País no censo de 2011: 0/14 Anos-14,9%; 15/24 Anos-10,9%; 25/64 Anos-55,2%; 65 e mais Anos-19,0%

GeografiaEditar

Está limitada a norte pela freguesia de Caxarias, a este pelas freguesias de Rio de Couros e da Sabacheira (concelho de Tomar), a sul pela freguesia de Alburitel, a oeste pela de Nossa Senhora da Piedade e, por fim, a sudoeste pela de Nossa Senhora das Misericórdias.

Lugares da freguesiaEditar

História e patrimónioEditar

Plantada ao longo da lezíria, Seiça tem uma longa história, dada a sua atractividade como local central de Portugal e como freguesia rica na lavoura, pesca e comércio.

Na ribeira de Seiça habita a rara lampreia de riacho (Lampreta planeri), e abastece de água a agricultura de regadio e a vigorosa vegetação ribeirinha. Alguns autores sugerem mesmo que o topónimo derive de salix, palavra latina que se associa à existência de salgueiros.

Ao longo da ribeira podem ser vistos alguns moinhos, sendo que a maioria deles se encontra em fraco estado de conservação.

Seiça é uma das freguesias mais antigas do concelho de Ourém, com data de fundação em 1517 por foral de D. João III, obtendo também nessa altura um clérigo tendo em vista o exercício de diferentes actos religiosos.

As referências documentais mais antigas, essas remontam a 1225 onde se fala da Ermida de Santa Maria de Seiça. Por lá terá passado Dom Nuno Álvares Pereira em 1385, onde terá pedido á Virgem pela vitória da Batalha de Aljubarrota, regressando ao templo depois da batalha em gesto de agradecimento pelos resultados alcançados.

A Igreja Matriz de Seiça concentra um importante espólio carregado de história e simbolismo, que para além de um púlpito oriundo a antiga Capela de S. Sebastião (Atouguia) e de uma imagem seiscentista em pedra, integra uma imagem de Cristo, em retábulo, provavelmente do século XV. Tem ainda uma imagem de Nossa Senhora da Purificação, do Séc. XIV e de pedra, tendo no braço esquerdo o Menino Jesus alimentando-se do seu peito.

A existência de várias Quintas (casas senhoriais), mostram a história e o desenvolvimento desta freguesia. Destaca-se a Quinta de Seiça, de 1606, pertencente à família Alvim, descendentes de Nuno Álvares Pereira, família que tem também nesta freguesia a Quinta da Mota e a Quinta da Olaia. Outras ainda existem que merecem destaque: a Quinta da Alcaidaria-Mor, a Quinta da Tacoaria, a Quinta da Sorieira, a Quinta de Alquidão e a Quinta do Engenho, parte da casa dos Pinheiros, turismo Rural.

Outros acontecimentos marcaram a história desta freguesia, tal como as Invasões Francesas (1810), que tudo destruíram, roubaram e incendiaram. Esta foi liderada por um General de Napoleão, Louis Henri Loison, mais conhecido como "O Terrível Maneta", o qual, segundo a tradição oral, cometeu muitas atrocidades na região.

A Seiça dos dias de hoje tem, como os povoados modernos, as suas casa alinhadas ao longo da Estrada Nacional 113 e dos seus ramais, visto que a maioria destas tem pouco mais de meio século de construção.

Ligações externasEditar

Referências

  1. «População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)». Informação no separador "Q601_Centro". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 3 de Março de 2014 
  2. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes