Abrir menu principal
Serra da Aratanha
Serra da Aratanha vista de cima
Altitude 769 m (2522.9 pés)
Localização Pacatuba  Ceará,  Brasil
Cordilheira É uma extensão do Maciço de Baturité
Rota mais fácil via CE-060 Pacatuba

A Serra da Aratanha, também conhecida como Serra de Pacatuba é uma serra localizada no norte cearense, na Região Metropolitana de Fortaleza nos municípios de Maracanaú, Maranguape, Guaiúba e Pacatuba, a 30 km de Fortaleza.

RelevoEditar

A serra é um dos maciços residuais dispersos nas depressões sertanejas cearenses. Juntamente com a serra de Maranguape, a serra da Aratanha é praticamente uma extensão do Maciço de Baturité.

É o divisor de águas das bacias hidrográficas dos rios Ceará, Cocó (onde está a nascente). Seu ponto culminante está a 735 m de altitude, sendo o 15° maior pico do estado.

Clima e vegetaçãoEditar

O clima predominante é o tropical quente úmido sendo bastante influenciado pela proximidade do oceano, o que faz com seja uma região de elevados índices pluviométricos.

Sua vegetação em baixas altitudes é a floresta subcaducifólia tropical pluvial, ou mata seca, e floresta subperenifólia tropical pluvio-nebular, ou mata úmida serrana, nas maiores altitudes

TragédiaEditar

Foi palco de uma das maiores tragédias da aviação brasileira ocorrido em 8 de junho de 1982. E manteve o título de mais grave acidente da aviação comercial brasileira[1], superado apenas em 29 de setembro de 2006 pelo acidente com o Voo Gol 1907, que matou todos os 154 ocupantes. O Boeing 727-212 - Prefixo: PP-SRK da VASP, que transportava 137 pessoas (tripulação mais passageiros), às 02h45 da madrugada de 8 de junho de 1982 colidiu e explodiu no local. Todas as pessoas morreram. Era o voo VASP 168, entre uma dessas pessoas era o empresário Edson Queiroz, proprietário do Grupo Edson Queiroz e do Sistema Verdes Mares.


Referências

  Este artigo sobre geografia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.