Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde março de 2015). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Em computação, um servidor de arquivos é um computador conectado a uma rede que tem o objetivo principal de proporcionar um local para o armazenamento compartilhado de arquivos de computadores (como documentos, arquivos de som, fotografias, filmes, imagens, bases de dados, etc) que podem ser acessados pelo trabalho que estão ligados à rede de computadores. O Servidor seria a Máquina Principal enquanto as maquinas ligadas a elas são chamadas de Cliente. Um servidor de arquivo geralmente não realiza quaisquer cálculos, e não executa qualquer programa em nome dos clientes. É projetado principalmente para permitir o armazenamento e recuperação rápida de dados onde a computação pesada é fornecida pelas estações de trabalho. Esses servidores são comumente encontrados em escolas e escritórios, e raramente alojado em locais prestadores de serviços de Internet usando LAN para conectar seus computadores cliente.

Índice

TecnologiaEditar

Os modelos de servidores de arquivosEditar

Servidores de arquivos possuem propósitos diferentes, alguns deles são: backup, compartilhamento de informações, armazenamento remoto, dentre outros. Cada servidor de arquivos possui modelos conceituais distintos sobre o que vem à ser um arquivo. Três destes modelos são muito utilizados, que são:

- Quando um servidor possui a estrutura dos arquivos, e nomeia alguns ou todos os registros com uma chave única, podendo escrever, ler, juntar, estender, remover e muitas outras operações;

- Quando o servidor não possui a estrutura interna dos arquivos. Assim o servidor de arquivos não é capaz de resolver operações complexas nos mesmos, mas sim, somente a leitura e escrita;

- Quando o servidor possui hierarquia, tratando os arquivos em forma de árvore. Este modelo é o mais comum de todos, pois alem de permitir tal hierarquia, pode possuir a estrutura interna dos arquivos, permitindo operações e transferências complexas.

Gerenciamento de atributosEditar

Servidores de arquivos devem atribuir e gerenciar pelo menos dois atributos a cada arquivo: um nome ou identificador e o tamanho, para saber onde encontrar e quanto de memória tal arquivo irá ocupar. Porém, na maioria dos servidores de arquivos, existem mais atributos, formando um conjunto de atributos ou uma lista de atributos. A forma ao qual estes atributos são tratados, também varia de servidores para servidores. Alguns atributos comumente usados são: - o de controle de acesso, que determina como e qual usuário pode ter acesso ao arquivo; - o de arquivo oculto, que determina se o arquivo é visível ou não - o qualificações, que diz a qualidade do arquivo; - o do tipo do arquivo, que diz se o arquivo é uma música ou um documento texto por exemplo.

Proteção de arquivosEditar

Todos os servidores de arquivos devem de alguma maneira proteger e controlar o acesso de seus arquivos. A maneira mais simples e menos confiável é considerar todas as máquinas clientes como dignas de confiança e simplesmente executar todos os pedidos que chegarem (Gavidia, Jorge J. Z., FTAM - Servidor de Arquivos). Outro método, um tanto quanto mais confiavel, é a proteção sparsa baseada em capacidades, com um mapa de bits para indicar operações permitidas (Tanenbaum, Andrew S., Redes de Computadores), onde existem senhas para determinado tipo de acesso e/ou operações.

Conexão entre Cliente e ServidorEditar

Os Clientes e os Servidores se comunicam através de Protocolos, assim como dois ou mais computadores de rede. O uso de computadores em rede e, claro, a internet, requer que cada máquina tenha um identificador que a diferencie das demais. Para isso, é necessária, entre outras coisas, que cada computador tenha um endereço, alguma forma de ser encontrado. É nesse ponto que entra em cena o nosso protocolo principal denominado TCP/IP (Transmission Control Protocol/Internet Protocol).

Tipos e Modelos Físicos de ServidoresEditar

Os Servidores são diferenciados de maneira física pelas suas características típicas derivadas de seu modelo.

Encontram se os seguintes modelos de forma principal:

  • Servidores Modelos Tower;
  • Servidores Rack;
  • Servidores Blade;[1]

Ver tambémEditar

Referências

  1. Macarini, Deiviti (4 de junho de 2017). «Escolher Servidor para Empresa». Syma Informática. Consultado em 3 de dezembro de 2017 
  Este artigo sobre Informática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.